Smashing Pumpkins processa gravadora

Virgin não teria autorização para usar nome da banda em campanhas publicitárias

Da redação Publicado em 25/03/2008, às 09h32 - Atualizado às 09h49

Billy Corgan acha que ligação com marca fere reputação da banda
AP

O Smashing Pumpkins registrou ontem um processo contra sua gravadora, a Virgin, informou o site britânico Gigwise. De acordo com o grupo, o selo utilizou o nome sem autorização em campanhas publicitárias de uma marca de refrigerantes, em parceria com um site de vendas pela internet.

A Virgin, que trabalha com o Pumpkins há 17 anos, apenas teria o direito de vender downloads das músicas.

Billy Corgan e cia. declararam à imprensa que "trabalharam muito durante duas décadas para acumular uma considerável reputação diante dos olhos do público". A ligação do nome à marca ameaçaria a integridade artística da banda.

No processo, realizado em Los Angeles, consta o pedido de que o grupo receba o pagamento dos lucros da campanha e a proibição do uso de músicas ou do nome sem autorização prévia.

O Smashing Pumpkins passou por uma separação no ano 2000. Os integrantes reuniram-se há cerca de três anos e lançaram o álbum Zeitgeist, em 2007.