Turnê do Smashing Pumpkins terá integrantes de Rage Against the Machine e The Killers

Brad Wilk e Mark Stoermer tocarão com Billy Corgan em quatro shows; não foi divulgado se eles virão ao Brasil para o Lollapalooza

Rolling Stone EUA Publicado em 19/11/2014, às 15h59 - Atualizado às 20h36

Billy Corgan, vocalista do Smashing Pumpkins

Ver Galeria
(9 imagens)

Billy Corgan será acompahado pelo baterista do Rage Agains the Machine, Brad Wilk, e pelo baixista da The Killers, Mark Stoermer, quando o Smashing Pumpkins embarcar na turnê do novo disco, Monuments to an Elegy, que sai em 9 de dezembro.

Veja em que posição está Mellon Collie and the Infinite Sadness na lista dos 10 maiores álbuns duplos de todos os tempos.

“Estamos muito animados de ter Brad e Mark nos ajudando nesses shows”, disse Corgan em um comunicado. “E se nossos ensaios são algum tipo de indicação [de como serão as apresentações], elas devem ser únicas”.

A pequena excursão tem início em Berlim, no dia 30 de novembro, e ainda inclui passagens por Londres, em 5 de dezembro, Paris, no dia seguinte, e Nova York no dia 8. Apresentações na cidade natal da banda, Chicago, e em São Francisco, devem ser anunciadas em breve.

Estrela Solitária: A tristeza infinita e a redenção improvável de Billy Corgan.

Não foi divulgado se Wilk e Stoermer estarão com o Smashing Pumpkins nos shows que a banda fará como headliner nos festivais Lollapalooza no Brasil (São Paulo), Chile (Santiago) e Argentina (Buenos Aires), em março do ano que vem.

Novos discos do Smashing Pumpkins

O Pumpkins começou a trabalhar em Monuments to an Elegy e em outro disco, chamado Day for Night, este ano, com a intenção de lançá-los no começo de 2015. Monuments to an Elegy, entretanto, chega às lojas em 9 de dezembro deste ano e ganhará uma turnê mundial de divulgação.

Galeria: as 15 separações mais conturbadas do rock.

Os trabalhos são parte do projeto conceitual Teargarden by Kaleidyscope, um conjunto de álbuns, com 44 músicas, que teve início em 2010, com Songs for a Sailor, passou por Oceania, de 2012, e chegará ao fim com Day for Night – ainda sem data de lançamento.

De Monuments to an Elegy, já foram divulgadas três faixas: “Being Beige (World’s on Fire)”, “One and All” (ouça as duas músicas aqui), e “Tiberius” (aqui).

“Àqueles que possam se interessar sobre a música: ‘guitarras, guitarras, guitarras e mais guitarras’”, escreveu Corgan em março, no site oficial da banda, sobre Elegy. “Mas mostrando um lado mais épico do que, digamos, grosseiramente metálico”.

O vocalista da banda contou no site como ocorreu a parceria com Tommy Lee, a qual ele chamou de “Supersonic Pumpkins”. “Há algumas semanas, eu mostrei a ideia a Tommy Lee, toquei para ele todas as canções nas quais trabalhei duro para finalizar e nós discutimos a maneira como chegaríamos a algo em comum no estúdio.”

Ouça versão acústica de “1979”, do Smashing Pumpkins.

“Isso explica a pressa de preparar os arranjos para ele poder encaixar a bateria e ainda nosso trabalho ter sido mantido com tanto 'segredo'. Então, nada nem ninguém poderia influenciar no processo”, seguiu. “Tommy toca bateria de maneira esmagadora, mas como muitos fãs sabem, nada é sem fundamento, já que ele tem um ouvido fantástico para música e brinca com as canções de um jeito que só aumenta a expectativa.”

Ele ainda concluiu: “Só consigo ouvir esse tipo de fenômeno com John Bonham, do Led Zeppelin: um fenômeno no qual baterias pesadas podem soar tenras e expressivas. Certamente uma boa companhia!”.

Tracklist de Monuments to an Elegy

1 – “Being Beige (World’s on Fire)”

2 – “Anti-hero”

3 – “Tiberius”

4 – “Run to Me”

5 – “One and All”

6 – “Drum and Fife”

7 – “Dorian”

8 – “Monuments”

9 – “Anaise”