Snoop Dogg fala sobre ser avô, violência policial e fumar um baseado com Martha Stewart

O rapper também fala sobre o 14º álbum da carreira, Coolaid, e sobre projetos paralelos

Patrick Doyle Publicado em 19/10/2016, às 11h18 - Atualizado às 11h18

Snoop Dogg no BET Awards 2016
David Goldman/AP

São 14h, mas Snoop Dogg acabou de acordar. É uma época movimentada no mundo dele: acabou de lançar seu 14º álbum, Coolaid, um retorno a seu som G-funk clássico, e é produtor executivo de Mary + Jane, uma comédia sobre maconheiros da MTV. Também esta filmando Martha and Snoop’s Dinner Party, em que ele e a apresentadora Martha Stewart recebem várias celebridades para jantar.

O nome Coolaid tem alguma coisa a ver com Lemonade da Beyoncé?

Vi Lemonade e pensei “Caramba”. A música é demais e o visual é foda. Só que não bebo limonada; bebo Kool-Aid. Então, decidi chamar meu disco Coolaid, já que eu trouxe muito sabor para a parada e sou considerado um dos filhos da puta mais cool no hip-hop e na vida. Também fiz um álbum visual.

Você é investidor na Merry Jane, que se considera o “o recurso definitivo para a cannabis”.

Queremos que ela seja o Google dos websites sobre maconha medicinal, com qualquer dado que você queira saber sobre a cannabis. É uma estrada de informações, é confiável e vinda de mim.

Você se tornou avô no ano passado aos 43 anos. Qual é a sensação?

É a melhor sensação do mundo, cara. Ver meu neto engatinhar, ser o que meu filho foi para mim, é uma chance de amar meu filho de um jeito totalmente novo.

Você e The Game recentemente lideraram uma marcha até a sede da polícia de Los Angeles para protestar contra a violência policial. O que te fez se envolver?

Só tive respeito ou compreensão pela polícia quando fiquei mais velho e percebi que os policiais, a maioria deles, também são humanos. Só que aquele dia era para dizer: “Não vamos ser mais tratados deste jeito por vocês”. Quando há um incidente com um civil, precisamos garantir que todos cheguem em casa com segurança – não só o policial. Todo dia de nossas vidas é isso que enfrentamos com a polícia. Ser espancados, precisar parar o carro por nada, ser assediados, ser assassinados. Toda essa merda acontece há anos, mas agora há câmeras e agora estão dizendo que todos acordaram. Não, nós fomos acordados.

Você postou um vídeo recentemente em que chamou Donald Trump de “idiota vagabundo”.

Como podemos ter alguém tão imprudente como ele liderando nosso país? Estou aqui há muito tempo. Já vi Jimmy Carter, Ronald Reagan, dois Bush, Clinton. E nunca vi um filho da puta como ele.

O que podemos esperar de Martha and Snoop’s Dinner Party?

Um pouco de comida, bebida e talvez um pouco daquele cheirinho no ar – depende do canal!

Então você deixou a Martha Stewart chapada?

Vou contar no programa.