Sobre o que Paul McCartney realmente canta em Blackbird?

A canção foi um sucesso dos Beatles em 1968

Redação Publicado em 18/06/2019, às 12h48

None
Paul McCartney (Foto: Marcos Hermes)

Na maior parte dos anos 1960, Paul McCartney estava escrevendo canções sobre amor como "Yesterday" e "Good Day Sunshine". No entanto, uma das músicas mais famosas de Paul com os Beatles tem uma mensaem política por trás. A faixa em questão é "Blackbird" do clássico White Album, lançado em 1968, que inclusive foi motivo de desentendimento entre os integrantes dos Beatles

"Blackbird" foi escrita por Paul inspirada no Movimento dos Direitos Civis dos Negros nos Estados Unidos. Recentemente, a canção ganhou uma versão em língua indígena e foi elogiada pelo cantor britânico

Na composição, a mensagem de Paul é "mantenha sua fã, existe esperança" em meio a opressão da época. Em entrevista, o cantor-compositor disse: "Aqueles dias foram dias de luta pelos direitos civis, e que todos nós somos imensamente preocupados". "Então, essa foi uma música realmente para a mulher que experimentava todos esses problemas nos Estados Unidos. Eu pensei: 'Deixe-me encorajá-los a continuar tentando, e manter a sua fé, pois há esperança.'", concluiu Paul. 

Acostumado a fazer canções relacionadas ao amor, Paul reconheceu que não era exatamente o seu estilo escrever sobre o assunto. "Como é muito frequente em minhas canções, existiu uma coisa mais velada, figurativa. Então, em vez de eu dizer exatamente sobre uma mulher negra vivendo em Little Rock e ser muito específico sobre isso, essa mulher se tornou um passáro, simbólica. Para que assim, você possa aplicar isso à uma situação específica". 

Ao refletir sobre a sua carreira, Paul comentou sobre a satisfação de escrever uma música que as pessoas acabaram interpretando de várias maneiras. Quando as pessoas lhe disseram que "Blackbird" os encorajou, ele se sentiu muito orgulhoso. 

"É uma alegria singular, como músico, sentir que está ajudando a vida das pessoas de alguma forma", relata Paul. 

"Ao longo dos anos, recebi muitas cartas de pessoas dizendo: 'Aquela música realmente me ajudou em um período terrível'. Acho que a maior alegria de ser músico e estar nos Beatles é quando você recebe esse feedback e descobre que realmente ajudou as pessoas."

+++ MINHA PLAYLIST: Rael está "envolvidão" por Bob Marley e Caetano Veloso