Sobrevivente do tiroteio em Parkland, Emma González‏ critica vídeo da Madonna: "Horrível"

Sobreviventes de massacres norte-americanos disseram que o vídeo não contribui para os debates de desarmamento

Redação Publicado em 02/07/2019, às 18h57

None
Madonna no clipe de "God Control" (Foto:Reprodução)

Emma González, a ativista e sobrevivente do tiroteio que aconteceu em Parkland, na Flórida, postou em seu Twitter o seu descontentamento com o novo vídeo deMadonna. “God Control” reproduz cenas explícitas de tiroteio e é iniciado com um aviso: "A história que você está prestes a assistir é perturbadora".

São 8 minutos de videoclipe. Além da exibição de violência, ele inclui imagens contrárias à política de armamento norte-americana. Ao final, foram colocadas cenas reais de protestos que aconteceram nos Estados Unidos.

No entanto, González publicou em seu Twitter que essa não é a melhor maneira de se propor um debate sobre o desarmamento. A ativista publicou em sua conta: “Venho pensando muito sobre esse tema para ter certeza que vou escolher as palavras certas. O novo vídeo da Madonna para 'God Control' é f***, é horrível", ela escreveu

Ela pontua “Se você quiser apoiar o movimento de prevenção da violência armada, doe para os lugares que precisam dele, neste caso a Fundação One Pulse e ouça as histórias de sobreviventes reais à violência armada.”

Emma não foi a única a criticar o vídeo da cantora. Brandon Wolf, sobrevivente do tiroteio da boate Pulse, afirmou ao site TMZ que não gostou da maneira como Madonna se apropriou das imagens.

“Ela não reconheceu que foi o Pulse que inspirou a introdução deste vídeo. Ela não reconheceu as 49 pessoas que morreram por essa inspiração artística” diz o garoto. "Esta é a mesma Madonna que, logo após a filmagem, postou uma foto beijando Britney Spearspara homenagear as 49 vítimas que acabaram de perder suas vidas."

Patiente Carter, também sobrevivente do massacre na Pulse, contou que é muito difícil assistir ao clipe. Assim como Emma, ele discorda da maneira que a cantora abordou o tema: “Eu entendi que ela [Madonna] estava tentando fazer a conscientização para o tema do controle de armas, mas eu definitivamente senti que não é o caminho certo para fazê-lo”.

+++ SESSION ROLLING STONE: Cynthia Luz acredita no amor puro com "Não Sou Sem Nós"