Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Disparidade

Sofia Coppola diz que precisa lutar por ‘pequena fração’ do orçamento de diretores homens

Diretora falou sobre o desafio de ter que fazer produções com verbas substancialmente menores que a dos colegas do sexo masculino

Sofia Coppola (Foto: Lia Toby/Getty Images)
Sofia Coppola (Foto: Lia Toby/Getty Images)

Apesar de ser um dos maiores nomes da indústria cinematográfica mundial, Sofia Coppola declara que não tem os mesmos privilégios de diretores homens em relação aos orçamentos de seus projetos. A cineasta falou abertamente sobre isso em entrevista à BBC News.

Ela contou que seu orçamento para Priscilla (2023) foi de 20 milhões de dólares. Um número relativamente baixo quando comparado aos de outras produções. “Vejo todos esses homens recebendo centenas de milhões de dólares e estou lutando por uma pequena fração disso”, disse ela.

+++LEIA MAIS: Priscilla, novo filme de Sofia Coppola, estreia nos cinemas brasileiros

“Acho que é apenas um resquício da cultura desse negócio. É frustrante, mas estou sempre lutando para conseguir isso e estou muito feliz por poder fazer meus filmes de forma independente e encontrar pessoas que acreditam neles.” completou.

Coppola, no entanto, vê esse cenário como um estímulo: “Há um desafio e uma liberdade em tornar as coisas pequenas, porque se você tem um orçamento grande, você tem muitas contribuições dos executivos do estúdio, e eu nunca seria capaz de fazer um filme como esse”, ela continuou. “Então, eu tenho essa liberdade, e então você tem que ser muito astuto, e foi muito difícil, mas eu tinha o melhor time,” finalizou. 

+++LEIA MAIS: Priscilla é um dos melhores filmes de 2023, segundo Jane Campion

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!