Sónar São Paulo 2015: DJs do Chile, Espanha e Brasil reforçam programação

Valesuchi, Pional e Zopelar foram anunciados como novas atrações do festival, marcado para o final de novembro deste ano

Redação Publicado em 17/07/2015, às 12h36 - Atualizado às 13h21

DJ brasileiro Zopelar

Ver Galeria
(2 imagens)

Mais três atrações foram anunciadas para a programação da edição de 2015 do festival Sónar São Paulo, marcada para 24 e 28 de novembro, no Espaço das Américas. Os reforços da festa são a DJ chilena Valesuchi, o DJ e produtor espanhol Pional e o brasileiro Zopelar.

Veja a cobertura da edição de 2012 do Sónar.

Os três jovens artistas latinos se juntam a The Chemical Brothers, Hot Chip, Brodinski e Evian Christ, anteriormente confirmados pela organização do Sónar brasileiro.

“Vamos trazer para São Paulo, mais uma vez, alguns ícones da vanguarda da música avançada e uma amostra do que há de mais novo em tecnologia voltada para a criatividade. O Sónar é a experimentação das mais novas tendências mundiais”, diz Duda Magalhães, o CEO da Dream Factory, produtora do festival no país.

A reinvenção de David Guetta: monstro da EDM fala sobre a nova sonoridade dele.

Os ingressos – já à venda – poderão ser comprados pela metade do preço por estudantes ou mediante a doação de um livro (na porta do evento) a uma instituição cujo nome ainda não foi divulgado.

O festival

Com 21 anos de história, o festival catalão Sónar, um dos maiores eventos de música, tecnologia, inovação e tendências do mundo, trará ainda a São Paulo uma mostra audiovisual (SónarCinema) e uma conferência internacional voltada à indústria tecnológica, criativa e artística (Sónar+D). A lista de filmes e a programação da conferência serão anunciadas em setembro. Está última terá curadoria de Hermano Vianna, Ronaldo Lemos e Ale Youssef.

O Festival Internacional de Música Avançada e Arte New Media (como também é conhecido o Sónar) nasceu em Barcelona em 1994. Ao longo dos anos, foi ganhando o mundo e passou a ser realizado paralelamente em outros países. Em 2012, o Sónar recebeu 30 mil pessoas e 48 atrações em São Paulo – entre elas o Kraftwerk, Justice, Mogwai, Flying Lotus, Criolo, Cee Lo Green e James Blake –, na área interna do Anhembi.

A edição de 2013 do Sónar em São Paulo foi cancelada cerca de 60 dias antes de acontecer. De acordo com um comunicado oficial divulgado na época, o cancelamento ocorreu devido a “dificuldades e instabilidade no mercado de entretenimento no Brasil”. Os ingressos ainda não estavam sendo vendidos.

Em 2004, foi realizado em São Paulo o Nokia Trends Sónar Sound São Paulo, uma junção do Sónar com a segunda edição do Nokia Trends. O evento contou com apresentação do LCD Sound System.

Sobre as atrações

Valesuchi

A produtora e DJ chilena dispara em muitas direções. Seu som obscuro e esfumaçado destila um amor especial pelos sintetizadores e serve tanto para as pistas, como para ouvir no quarto. Sua música é perigosa e cativante. Ela mesma definiu alguns de seus sons como “canções que Dam-Funk faria com o coração partido, enquanto dirige ao entardecer”. Mas isso não é uma regra para a sua musicalidade. Em outros casos, suas composições flertam com EBM, com a deep house detroitiana de Omar S e até mesmo com a cumbia.

Pional

O nome Pional (alter ego de Miguel Barros) vai muito além de sua estreita aliança com John Talabot. O produtor madrilenho, especialista na arte do som em todas as suas vertentes, é, sem dúvida, um dos artistas que melhor tem transformado a house em uma linguagem contemporânea e permeável às melodias de um pop sonhador. Seu talento é amplamente reconhecido dentro e fora da Espanha e não é de se estranhar que vários selos internacionais de primeira linha, como o Permanent Vacation e Young Turks, tenham assinado com ele. Já remixou faixas para o The xx, para Jesse Ware e publicou novas e magníficas faixas como “It’s All Over”, “Invisible Amenaza” e “Oroboros”, em parceria com Henry Saiz. Atualmente, roda o mundo com sets requintados de house e funk atemporal.

Zopelar

Músico, produtor, DJ e residente dos projetos Mothership (D-Edge), ODD, Carlos Capslock e Mamba Negra, Zopelar está ativo na cena musical de São Paulo desde 2010, quando começou sua primeira residência mensal no club D-Edge na festa Freak Chic. Nesses cinco anos atuando na capital paulista, solidificou projetos que abordam diversas vertentes e diferentes setups de live act, entre eles: Gaturamo (com L_cio), The Drone Lovers (com Érica Alves e Davis), Teto Preto (com L_cio, Ângela Carneosso e Bica) e Sphynx (com Márcio Vermelho). Com formação erudita em piano e teoria musical, Zopelar é multi-instrumentista e também atua como produtor de trilhas sonoras e bandas. Teve a oportunidade de trabalhar com vários produtores e músicos expressivos. Entre eles, destaque para Tristano, Cesare vs. Disorder, Anvil FX, Cat 500, Érica, Angela Carneosso, entre outros.

The Chemical Brothers

O oitavo disco de um dos nomes mais relevantes da música eletrônica, Born In The Echoes, foi apresentado no Sónar Barcelona, junto com as clássicas “Galvanize”, “The Salmon Dance” e, claro, “Block Rockin Beats”, em um show espetacular – o mesmo que virá ao Brasil em novembro para o Sónar São Paulo. Durante os últimos 20 anos, os Chemical Brothers vêm redefinindo e aprimorando o conceito de música eletrônica ao vivo.

Hot Chip

Why Make Sense, o sexto álbum do Hot Chip, foi lançando em maio deste ano. O quinteto britânico já fez parte do line-up de três edições do Sónar Barcelona e esta é a primeira vez deles no Sónar São Paulo. Nascido em 2000, em Londres, o grupo mescla música pop com eletrônica, em faixas com produção avançada e refrões certeiros, vide seu insuperável catálogo de hits (“Over and Over”, “I Feel Better”, “Ready For The Floor”, “One Night Stand” e outros).

Brodinski

Fruto da geração “computer kid”, o francês Brodinski começou a chamar atenção com a faixa “Bad Runner”, um techno bombástico lançado pela Mental Groove, que virou hit em 2007. De lá pra cá, vem experimentando e mesclando gêneros sonoros, como heavy techno com hip-hop, house e bass music. Já produziu faixas do Kanye West e é adorado por nomes como Soulwax, Tiga, Erol Alkan, A Track, Laurent Garnier.

Evian Christ

O músico britânico desenvolveu um sistema de luzes e projeções em parceria com o artista visual Emmanuel Biard, um dos mais importantes designers de iluminação no mundo. Mesmo jovem, Evian criou uma sonoridade própria e única, que chamou atenção de todos com o EP Kings And Them, no selo Tri Angle, de julho de 2012, e que trazia batidas futuristas que permeavam o grime, o hip-hop e o r&b.

SónarClub em São Paulo

Com The Chemical Brothers, Hot Chip, Brodinski e Evian Christ

28 de novembro, sábado

Espaço das Américas - Rua Tagipuru, 795 - Barra Funda

Ingresso: R$ 550 (haverá meia-entrada)

Início das vendas: 26 de junho, às 10h00

Link de vendas: www.sonarsaopaulo.com.br

Ponto de venda: bilheteria do Espaço das Américas