Sonia Abrão conta que Chorão havia dito que queria reencontrar o pai, morto há dez anos

A apresentadora, que era prima do músico, afirma que ele estava isolado no apartamento há dois dias

Redação Publicado em 06/03/2013, às 11h02 - Atualizado às 13h20

Sonia Abrao
Divulgação

A apresentadora Sonia Abrão, prima do músico Chorão, que morreu na última madrugada, confirmou a informação de que ele passava por um período de depressão, algo que piorou desde a separação da esposa. Ela deu entrevista na manhã desta quarta, 6, para a imprensa na porta do prédio onde o corpo foi encontrado. Ele e a estilista Graziela Gonçalves, casados havia 15 anos, estavam separados desde o ano passado.

Galeria: últimos momentos de Chorão no Charlie Brown Jr.

Sonia afirmou que, segundo Ricardo, irmão de Chorão, o músico havia dito que queria reencontrar o pai, morto há dez anos. Ela também contou que ele reclamava de solidão. “Na última conversa que tivemos ele disse: ‘O que me derruba é que a gente nasceu sozinho e morre sozinho’. E ele morreu sozinho.”

Chorão estava isolado em seu apartamento há dois dias, sem atender telefone. Sonia Abrão não quis especular a respeito da causa da morte. “A informação preliminar que temos é que o coração dele não aguentou”, disse, afirmando que foram encontradas apenas algumas latas de cerveja no apartamento, contrariando informações de que havia muita bebida alcoólica no local.