Julieta Venegas é destaque no terceiro dia do festival Telefônica Sonidos

Cantora executou sucessos e teve participação de Marisa Monte em seu show; veja como foram as demais apresentações desta sexta, 26

Patrícia Colombo Publicado em 27/08/2011, às 12h17 - Atualizado às 15h16

Julieta Venegas executou sucessos em show durante o festival

Ver Galeria
(5 imagens)

O terceiro dia do festival Telefônica Sonidos, evento de música latina que acontece até este sábado, 27, no Jockey Club de São Paulo, novamente estabeleceu o mix entre brasileiros e demais artistas da América Latina (intuito do evento) em apresentações das mais variadas. A noite contou com shows de Alex Cuba e Tulipa Ruiz, Juan Formell y Los Van Van e Carlinhos Brown e Los Amigos Invisibles junto a Seu Jorge, mas foi por Julieta Venegas (contando com a participação de Marisa Monte) e suas canções de amor que o público suspirou.

Nesta sexta, 26, com artistas mais conhecidos integrando o line-up, o festival recebeu um número maior de pessoas se comparado aos dois dias anteriores (leia aqui sobre o primeiro e aqui sobre o segundo dia) e suas atrações foram dividas em dois palcos, o Jazz Latino (que vinha recebendo as apresentações até então) e o Pop Urban (bem maior que o outro; situado em área descoberta, próxima à pista de corrida) – que abrigou três dos quatro shows da noite. Por causa do vento frio que soprava mais intensamente em alguns momentos, era possível presenciar algumas pessoas agarradas em seus “cobertores-brindes”, oferecidos pela organização do evento. Outra coisa que se repetiu foi o atraso de meia hora em todos os shows. Veja abaixo como foram as apresentações:

Alex Cuba e Tulipa Ruiz:

Alex Cuba e seus dois companheiros de banda (David Marion, no baixo, e Max Senitt, na bateria) subiram ao palco Jazz Latino às 21h30 para dar início a série de shows que ainda seria realizada na noite. Em sua primeira visita ao Brasil, o guitarrista cubano radicado no Canadá, dono de um bem cuidado black power, trouxe algumas de suas composições temperadas com melodias do pop rock característico do artista – som com referências de soul e funk somadas a levada da música cubana. Em divertida apresentação, interagiu bastante com a plateia (que por causa do local onde o show estava sendo realizado teve que, em sua marioria, permanecer sentada) e mostrou-se feliz em estar no país. “Esperamos voltar se Deus quiser”, disse. “[O Brasil] é um país maravilhoso”. A entrada de Tulipa Ruiz, às 22h20, foi um dos pontos altos – com a guitarra em mãos, Cuba deu início a “Só Sei Dançar com Você” enquanto a cantora brasileira subia ao palco para a versão que se dividia entre português e espanhol. “Somos todos hermanos, no?”, brincou ela. Junto ao trio, Tulipa cantou “Que Pasa Lola” (de Alex), “Brocal Dourado” (dela), “En El Cielo”(dele) e “Tu Boca Lo Quita” (dele).

Juan Formell y Los Van Van e Carlinhos Brown:

Liderada pelo baixista Juan Formell, o Los Van Van abriu o palco Pop Urban, às 23 horas, empolgando o público com sua salsa (com influências de música afro, rock e outros elementos variados) e com o carisma de seu grande time de músicos – pense em um grupo que, por exemplo, conta com três trombones, violino e cerca de cinco cantores. “Me Mantengo” e “Somos Cubanos” foram algumas das faixas executadas. Carlinhos Brown chegou às 23h35, acentuando a percussão (claro, já antes fortemente presente na sonoridade do Los Van Van, mas naquele momento fortalecida). Entre as canções do repertório, o baiano tocou com a banda, todo vestido de branco, “Esto Te Pone La Cabeza Mala” (do próprio Juan Formell), ”Carlito Marron” (de Brown), “Blem, Blem, Blem”, de Chano Pozo.

Julieta Venegas e Marisa Monte:

Certamente a principal atração da sexta, 26. Julieta Venegas e sua banda subiram ao palco Pop Urban quando o relógio marcava 00h30, abrindo o show com “Amores Platônicos”. A cantora revezou-se, ao longo da noite, em seu piano e acordeon (e, em alguns momentos, cantou sem a companhia dos dois) - o competente grupo de músicos que a acompanha também trocava de instrumentos quase que a cada canção (flauta, clarinete, trompete, banjo, entre outros). A apresentação contou com diversos sucessos da carreira de Julieta e grande parte das músicas teve coro do público. A doce e delicada artista demonstrou várias vezes seu carinho pelo Brasil e afirmou estar emocionada por novamente poder dividir palco com Marisa Monte, que entrou para participar da festa latina quase 1 da manhã. Juntas, executaram “Ilusión” (gravada pelas duas em 2008, para o MTV Unplugged de Julieta), “Eu Não Sou da sua Rua” e uma versão para “Soy Loco por Ti, América”. Depois que Marisa deixou o palco, a apresentação seguiu até 1h30, só com canções de Julieta. “Me Voy”, “Eres Para Mi”, “El Presente” e “Andar Conmigo” também integraram o set list.

Los Amigos Invisibles e Seu Jorge:

Depois da leveza musical de Julieta, ficou a cargo do Los Amigos Invisibles transformar o espaço do palco Pop Urban em uma verdadeira pista de dança de uma balada – emendando, aliás, uma faixa na outra durante a maior parte do show. A banda venezuelana é conhecida pelo sucesso com sua dance music e traz consigo – impossível não comentar, aliás – um performático tecladista, Armando Figueredo (conhecido como Odnam). As faixas têm forte influência de disco music e funk, e são tão animadas quanto os integrantes. Fizeram parte do repertório canções como “Sexy”, “Una Disco Llena” e “Mentiras” - além de trechos de hits chiclete como “Pa Panamericano”, do El Original, e “I Gotta Feeling”, do Black Eyed Peas. A pitada brasileira do show ficou a cargo de Seu Jorge, que cantou com o grupo as canções “Playa Azul” (Los Amigos Invisibles), “Es La Verdad” (Los Amigos Invisibles) e “Soy America” (Seu Jorge), encerrando o terceiro dia do Telefônica Sonidos às 3 horas da manhã deste sábado, 27.