Stalker de Madonna usou roupas de Guy Ritchie

O polonês diz que tem “direito de morar na casa de cantora porque ela mandava a ele mensagens especiais”

Matthew Perpetua Publicado em 14/09/2011, às 13h44 - Atualizado às 13h58

Madonna
AP

O stalker de Madonna, Grzegorz Matlok, admitiu em uma audiência na justiça, na última terça, 13, que ele havia experimentado as roupas do ex-marido dela, Guy Ritchie, quando invadiu a casa da cantora, em Yorkshire, Inglaterra, em junho do ano passado.

Matlok, que foi preso, mas não acionado legalmente pela invasão de 2010, foi deportado para a Polônia para passar por tratamento psiquiátrico. Mesmo assim, conseguiu voltar para a Inglaterra, em março, e entrar na casa da cantora novamente. De acordo com o promotor, Punal Chopra, Matlok alegou aos profissionais que cuidavam de sua saúde mental que ele tem “direito de morar na casa de Madonna porque ela mandava a ele mensagens especiais”.

Quando invadiu a casa pela segunda vez, Matlok foi pego pelo cineasta Nathan Rissman, que estava alugando a casa ao lado.

Ele está, atualmente, sob custódia, na Inglaterra, e receberá sua sentença em 10 de outubro.