Star Wars: John Boyega se tornou 'muito mais militante' após reclamações contra Finn

Na franquia, o ator interpretou o Stormtrooper Finn

Redação Publicado em 02/09/2020, às 18h09

None
John Boyega (Foto: Getty Images/ Frazer Harrison)

Em entrevista à GQ, John Boyega comentou sobre o tratamento que recebeu durante as filmagens de Star Wars. Na franquia, o ator interpretou o Stormtrooper Finn. As informações são do site Consequence of Sound.

Na conversa, o artista tem papel ativo no movimento Black Lives Matter, revelou como se tornou 'muito mais militante' após a experiência na franquia. Quando Boyega  foi escalado para a saga, muitos racistas atacaram o ator nas redes sociais.

+++LEIA MAIS: 'Eu odeio racistas para cara***', diz John Boyega, o Finn de Star Wars, em live sobre violência policial nos EUA

“Eu sou o único integrante do elenco que teve a experiência única dessa franquia com base em sua raça. Vamos deixar assim", disse à GQ. “Isso te deixa bravo de um processo como esse. Isso o torna muito mais militante; isso muda você. Porque você percebe, ‘tive essa oportunidade, mas estou em uma indústria que nem mesmo estava pronto para mim’."

O artista também relembrou das ameaças de boicote ao filme e até de morte que recebeu: "Ninguém mais teve essa experiência".

+++ LEIA MAIS: John Boyega, de Star Wars, faz discurso em protesto Black Lives Matter: ‘Não sei se terei uma carreira depois disso, mas f*da-se’

Boyega compartilhou como a Disney deixou de lado os atores e personagens não-brancos. "O que eu diria para a Disney é não trazer um personagem negro à tona, comercializá-los para serem muito mais importantes na franquia do que são e, em seguida, colocá-los de lado. Não é bom".

Ele adicionou: "Quando se tratava de Kelly Marie Tran, quando se tratava de John Boyega, você sabe, f*da-se tudo. Então o que você quer que eu diga? O que eles querem que você diga é: ‘Gostei de fazer parte disso. Foi uma ótima experiência'. Nah, nah, nah. Vou aceitar esse acordo quando for uma ótima experiência. Eles deram todas as nuances a Adam Driver, todas as nuances a Daisy Ridley. Sejamos honestos. Daisy sabe disso. Adam sabe disso. Todo mundo sabe. Eu não estou expondo nada". Para ler a entrevista completa, acesse o site da GQ.

+++ LEIA MAIS: Star Wars: Lucasfilm e Mark Hamill apoiam John Boyega após fala em protesto

Depois da publicação da matéria, John Boyega escreveu uma mensagem nas redes sociais: "Essas conversas e eu compartilhando não é sobre uma caça às bruxas. É uma questão de evidência para uma raiva que pode ser vista como egoísta, perturbadora e auto-indulgente. Obviamente, na esperança de uma mudança melhor. Em resumo. Eu disse o que disse. Amo todos vocês a sério. Seu apoio é incrível!".


+++ DESAFIO! FREJAT ESCOLHE OS MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO