Star Wars: roteirista revela que personagem importante da trilogia clássica é LGBTQ

Porém, ator que interpretou o personagem não gostou da ideia

Redação Publicado em 06/10/2020, às 09h12

None
Pôster de Star Wars: Uma Nova Esperança (Foto: Divulgação)

Em nove filmes principais e dois spin-offs, Star Wars mostrou diversos personagens variados, de seres humanos a robôs e alienígenas. No entanto, boa parte dos longas mostraram quase ninguém LGBTQ. Em entrevista, de acordo com o Cheat Sheet, revelou que personagem importante da trilogia clássica é pansexual.

O roteirista é Lawrence Kasdan, responsável por co-roteirizar O Império Contra-Ataca (1980) e Han Solo: Uma História Star Wars (2018). Em conversa com o HuffPost, ele falou sobre Lando Calrissian ser pansexual e a sexualidade dele ser indicada desde a primeira aparição com a interpretação de Billy Dee Williams em 1980.

+++LEIA MAIS: 3 fatos que não fazem o menor sentido em Star Wars: Uma Nova Esperança [LISTA]

"Há uma fluidez na sexualidade de Donald e Billy Dee [a representação de Lando]", disse Kasdan. "Quer dizer, eu adoraria ter incluído um personagem LGBT mais explicitamente neste filme. Acho que é hora, certamente, para isso, e eu amo a fluidez - tipo o espectro de sexualidade que Donald apela e do qual os androides fazem parte".

De acordo com o Cheat Sheet, Donald Glover, intérprete de Lando no spin-off Han Solo, falou sobre a sexualidade do personagem. "Há tantas coisas para se fazer sexo", afirmou o ator. "Eu não achei isso estranho. Sim, ele está vindo em todo mundo... ele é como ter um swing dos anos 1970 - é. Simplesmente não parecia tão estranho para mim, porque eu sinto que se você está no espaço é como se a porta estivesse aberta!".

Ele continuou: "É tipo, [não] apenas garotos ou garotas. Não, é qualquer coisa. Essa coisa é literalmente uma bolha. Você é um homem ou uma mulher? Tipo, quem se importa?".

+++LEIA MAIS: Por que Will Smith quase não conseguiu beijar Eva Mendes em Hitch: O Conselheiro Amoroso?

No entanto, Billy Dee Williams não gostou da ideia de Lando ser pansexual. Ele ainda explicou sobre achar essa decisão ter sido baseada no fracasso de bilheteria de Han Solo: Uma História Star Wars. De acordo com o Out, o ator acha que essa escolha criativa tornou o filme muito atual para o próprio bem.


+++ TERNO REI: ‘ANTES DE LANÇAR, VOCÊ NUNCA SABE SE É BOM OU RUIM’ | ROLLING STONE