Stephen King escreveu episódio assustador de Arquivo X - que incluía boneca aterrorizante

O mestre do terror escreveu o episódio 'Chinga' na quinta temporada

Redação Publicado em 08/07/2020, às 09h57

None
Stephen King / Arquivo X (foto: reprodução/ Getty Images / AMC)

Durante a quinta temporada de Arquivo X, o mestre do terror Stephen King escreveu um episódio intitulado 'Chinga' para a série Sci-Fi. Mas como a produção conseguiu o apoio criativo do autor e por que chamar logo KingA história do episódio foi explicada inicialmente pelo site ScreenRant.

Quando os fãs souberam que escritor entraria no mundo de Arquivo X, houve muita expectativa. Certamente Stephen King e a série de mistério combinariam bem juntos, ou pelo menos era o que se pensava na época. Apesar disso, o resultado final da mistura foi um episódio bom, mas longe de ótimo.

+++LEIA MAIS: It: Teoria de fã explica por que Pennywise anda com tantos balões vermelhos

'Chinga', é claro, foi ambientado no Maine, estado natal de King, embora, infelizmente, não esteja na famosa cidade de Castle Rock. Ver Mulder e Scully indo para Castle Rock teria sido ótimo. Infelizmente, os fãs não viram Mulder muito em "Chinga", já que a história focava quase inteiramente em Scully.

Não que um episódio centrado em Scully seja ruim, mas com King envolvido, os fãs queriam ver os dois protagonistas interagindo com os cenários do autor.

+++ LEIA MAIS: Por que Pennywise demora 27 anos para voltar a atacar em It: A Coisa 2? 

O que muitos fãs podem não saber é que a versão final de "Chinga", em muitos aspectos, se afasta do roteiro original. Mulder e Scully estavam juntos no roteiro dele antes das alterações. Parece nem mesmo Stephen King é imune a mudanças indesejadas no texto dele.

No episódio, Scully está de férias no Maine e acaba sendo atraída para um caso estranho envolvendo uma mãe, filha e a boneca chamada Chinga.

A mãe, Melissa, continua tendo visões das horríveis mortes autoinfligidas das pessoas antes que elas aconteçam, com cada morte aparentemente sendo causada por Chinga depois que a vítima faz algo para irritar a filha de Melissa, Polly.

+++ LEIA MAIS: Por que o Pennywise só escolhe crianças?

Muitos na cidade suspeitam que Melissa seja uma bruxa, mas é a boneca que tem maldade, e o reino de terror do brinquedo maldito finalmente termina quando Scully consegue cozinhá-lo dentro de um microondas.

Chinga parece uma história bastante comum de King, que acontece em uma pequena cidade do Maine e se concentra em um objeto normalmente inofensivo que de alguma forma toma consciência. No entanto, não está claro quanto do script do autor realmente chegou ao produto.

King conheceu David Duchovny, estrela de Arquivo X, enquanto eles estavam fazendo um reality show juntos, e depois de expressar o desejo de escrever para o show, Duchovny colocou King em contato com Chris Carter.

+++LEIA MAIS: J. K. Rowling apaga elogios a Stephen King depois do autor defender mulheres trans

King acabou escrevendo Chinga em casa, depois enviando. No entanto, Carter não estava feliz com o primeiro rascunho, especialmente os diálogos entre Mulder e Scully por não parecerem adequado aos personagens. Então Carter reescreveu bastante material de King, levando-os a compartilhar créditos de autoria. Um elemento que Carter trouxe para a história foi a exclusão de Mulder.


+++ RAEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO