Stephen King recebe reclamações de pessoas que se sentem ‘dentro de um livro de Stephen King’ durante quarentena

A Dança da Morte, romance publicado em 1978, tem uma história bastante parecida com a que vivemos agora...

Redação Publicado em 09/04/2020, às 16h58

None
Stephen King (Foto: Evan Agostini / Invision / AP)

As dezenas de histórias de terror de Stephen King imaginaram praticamente qualquer cenário possível de calamidade humanitária. Inclusive uma pandemia viral; The Stand (em português, A Dança da Morte) trouxe, em 1978, uma doença contagiosa mortal.

Muita gente vê a novela encaixada nos dias de hoje, com a pandemia de COVID-19 e a quarentena contra coronavírus. Chegaram a ir até o escritor, contar que sentem-se dentro do livro. “Me disseram: ‘Nossa, parece que estou numa história de Stephen King,” relatou o autor. “Minha única resposta para isso é ‘desculpa.’”

+++LEIA MAIS: O que a 'gripe' de A Dança da Morte, de Stephen King, tem em comum com pandemia de coronavírus?

Para ele, porém, o caos do coronavírus não é surpresa, pois uma epidemia “está destinada a acontecer,” acredita. “Nunca existiram dúvidas de que na nossa sociedade, em que viagens são parte do dia a dia, cedo ou tarde teria um vírus que se espalharia rapidamente.”

Quanto ao COVID-19, King explica que afetou diretamente seu livro atual. A nova história, a ser publicada em 2021, passaria em 2020. Porém, tudo gira em torno de um cruzeiro. “Então, isso veio, e eu não acho que ninguém vá a cruzeiros este ano.” Precisou mudar para 2019, “quando as pessoas ainda podiam se reunir, e a história só funcionará assim.”

+++ LEIA MAIS: Os 6 filmes mais bizarros de Stephen King: máquina de passar roupa assassina e tartaruga vomitando mundos em It: A Coisa

+++ DISCOGRAFIA DO THE STROKES: OS ALTOS E BAIXOS DOS ARRUACEIROS DE NOVA YORK