Steve Carell quase não interpretou Michael Scott em The Office; entenda

O ator de O Virgem de 40 Anos não era a primeira escolha da NBC, e precisou de uma 'ajudinha' da presidente da Universal

Redação Publicado em 26/02/2020, às 17h48

None
Steve Carell como Michal Scott em The Office (Foto: Reprodução / NBC)

É difícil pensar em Michael Scott, personagem de The Office (2005), sem associar ao rosto de Steve Carell, intérprete do “chefe” durante nove anos. Mas a série quase foi completamente diferente, já que ele não era a primeira opção da NBC. 

Tracy McLaughlin, responsável pelo elenco de The Office, queria contratar Paul Giamatti, que tinha acabado de brilhar entre Sideways - Entre Umas e Outras (teve muitos outros papeis de relevo desde então, como Paul Gill em Rock of Ages). Kevin Reilly, diretor da NBC na época, também o queria.

+++ LEIA MAIS: Steve Carell recria cena icônica de O Virgem de 40 Anos em novo programa de TV; assista

Nenhum dos dois conseguiu, porém. Giamatti tinha longa carreira no cinema, e não queria migrar para televisão. Mudou de ideia depois, e estrelou Downtown Abbey, John Adamse Billions(trabalho atual).

Stacey Snider, presidente da Universal Pictures, foi quem influenciou a escolha final. Era responsável por definir qual papel iria para quem, e sugeriu Steve Carell - que estrelou Dormindo Fora de Casa em 2004 e O Virgem de 40 Anos naquele ano, 2005 (o último era da Universal).

+++ LEIA MAIS: The Office ultrapassa Friends como série mais assistida da Netflix; Veja as 10 principais

Carell virou, então, a face de Michael Scott. Atuou em The Office durante os nove anos da série, e ganhou um Globo de Ouro como Melhor Ator de Série de Comédiaem 2006, além de indicações para o Emmy.

+++ TITÃS CELEBRA O ACÚSTICO, MAS SE MANTÉM ELÉTRICO - E É ATRAÇÃO DA MUSIC & RUN