Steve Harris admite que o Iron Maiden não merecia o Grammy em 2011

O baixista acredita que outras indicações além de "El Dorado" teriam sido mais dignas de ganhar o prêmio

Redação Publicado em 12/07/2019, às 11h50

None
O baixista Steve Harris, do Iron Maiden (Foto:Balazs Mohai/AP Images)

Steve Harris, baixista do Iron Maiden, disse ao jornal Miami New Times que o Grammy de "Melhor Performance de Metal" pela música "El Dorado", em 2011, não foi tão merecido quanto outras indicações à banda, como "Blood Brothers", "Fear Of The Dark" e "The Wicker Man".

“Para ser honesto com você, acho que acabamos concorrendo com uma música que não era uma das melhores, na minha opinião. Eu não acho que nós realmente merecíamos o prêmio por ela, mas talvez por alguma outra", disse.

Naquele ano, "El Dorado" concocorreu com "Let the Guilt Go", do Korn, "In Your Words", do Lamb of God, "Sudden Death", do Megadeth, e "World Painted Blood", do Slayer.

+++ Iron Maiden anuncia fim da turnê com shows em estádios no Brasil

Ao refletir sobre a premiação, Harris revelou que a vitória se deve mais ao legado do Iron Maiden do que à força da música e ainda que o verdadeiro prêmio para a banda é a longevidade de sua carreira.

“Quando começamos, não estávamos nem pensando em ser uma banda global. Acabamos de nos tornar isso. Esse não foi o objetivo para começar. Você apenas tenta coisas diferentes, e aqui estamos nós", afirmou o baixista.

+++ SESSION ROLLING STONE: Cynthia Luz acredita no amor puro com "Não Sou Sem Nós"