Steven Tyler "quer tirar uns dois anos de férias", diz Joe Perry

Guitarrista pode levar adiante planos de encontrar novo vocalista para Aerosmith se o original entrar em período sabático

Da redação Publicado em 12/11/2009, às 11h27

Joe Perry mantém postura cética frente à suposta redenção de Steven Tyler, que anunciou na noite de terça, 10, sua permanência nos vocais do Aerosmith, depois de sua saída do grupo que ajudou a fundar há quase 40 anos ter sido dada como certa pelo próprio colega de banda.

Em entrevista à Rolling Stone EUA, Perry disse que a participação especial do cantor no show de terça, em Nova York, veio como surpresa não só para os fãs - ele também não fazia ideia de que Tyler daria as caras. "Teve toda esta comoção durante a nossa pausa para o bis e alguém disse, 'Steven está aqui'. E eu: 'O quê?'", explicou o músico, cuja parceria criativa com o vocalista rendeu à dupla, nos anos 70, o codinome Gêmeos Tóxicos.

"Por estarmos juntos há 40 anos, pensei: 'Por que não?'. Então ele veio e cantou ['Walk This Way'] e foi a última vez que o vi", contou o guitarrista.

Embora já haja quem fareje golpe de marketing na "telenovela" que está sendo a continuação (ou não) de Tyler no Aerosmith, Perry garante que não vai esperar o vocalista decidir o que quer da vida - empenhar-se ou não na "marca Tyler" a que se referiu no começo do mês, pista para uma possível carreira solo. "Ele quer tirar dois anos de férias da banda", afirmou. "O resto da banda quer continuar trabalhando. Temos tantas opções para preencher este vazio neste período."

Uma delas é convocar novo vocalista para sair em turnê (e até mesmo gravar material novo). "Qualquer coisa é possível a esta altura", alegou Perry. Ele insistiu, ainda, nas relações fragilizadas entre o frontman e o resto do grupo: "Basicamente, qualquer comunicação que tivemos nos últimos dois meses tem sido por agentes, então isso tem sido muito estranho".

No show de Nova York, após anunciar que não tem planos de se desligar da banda, Tyler declarou: "Joe Perry, você é um homem de muitas cores. Mas eu, seu filho da mãe, sou um arco-íris!".