Pulse

Stevie Wonder anuncia boicote à Flórida depois da absolvição do assassino do adolescente Trayvon Martin

Cantor avisou que não vai mais fazer shows no estado

Redação Publicado em 17/07/2013, às 11h13 - Atualizado às 16h52

Stevie Wonder
AP

O caso de George Zimmerman nos Estados Unidos segue causando impacto nas mais diversas áreas da sociedade norte-americana. Durante show em Quebec, no Canadá, Stevie Wonder revelou que se recusa a tocar na Flórida enquanto estiver valendo a lei que possibilitou ao policial George Zimmerman atirar contra o jovem negro Trayvon Martin e ser absolvido pela justiça.

Relembre: Stevie Wonder faz show prejudicado por atraso e problemas técnicos no Rio de Janeiro.

“Eu decidi hoje que até que a lei de 'defenda seu território' seja abolida na Flórida, eu não vou tocar mais lá”, disse. Wonder, de 63 anos, não fez referências diretas ao processo que absolveu Zimmerman nesta terça, 16, com o argumento de legítima defesa. A lei citada pelo cantor permite que pessoas que percebam perigo de morte possam usar violência letal mesmo que tenham a opção de fugir.

“Não podemos trazê-lo de volta”, disse Wonder. “O que podemos é fazer com que nossas vozes sejam ouvidas. E podemos votar em nossos diversos países pelo mundo por mudança e igualdade para todos. Isto é o que sabemos que podemos fazer.”

Veja: