STF derruba censura do Especial de Natal do Porta dos Fundos

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, derrubou a ação determinada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

Redação Publicado em 10/01/2020, às 09h06

None
Cena de 'A Primeira Tentação de Cristo', especial de Natal do Porta dos Fundos (Foto: Reprodução/ Netflix)

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, retirou a censura ao especial de Natal do Porta dos Fundos nesta quinta-feira, 9, após o desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, determinar a retirada do filme da Netflix.

O especial de Natal recebeu críticas de grupos religiosos após retratar Jesus Cristo,interpretado por Gregório Duvivier, como homessexual. A polêmica gerou até um ataque com bombas caseiras à sede da produtora, no Rio de Janeiro e um pedido do vice-premiê polonês para retirar o filme do ar.

+++ LEIA MAIS: De Jesus gay a Reis magos festeiros: 5 polêmicas do especial de Natal do Porta dos Fundos da Netflix

Ao conceder a liminar à Netflix para autorizar a exibição do filme, o ministro citou o direito à liberdade de expressão e declarou que A Primeira Tentação de Cristo não é capaz de afetar a fé da maioria dos brasileiros.

“Não se descuida da relevância do respeito à fé cristã (assim como de todas as demais crenças religiosas ou a ausência dela). Não é de se supor, contudo, que uma sátira humorística tenha o condão de abalar valores da fé cristã, cuja existência retrocede a mais de 2 (dois) mil anos, estando insculpida na crença da maioria dos cidadãos brasileiros."

+++ LEIA MAIS: Deputado se revolta com Jesus gay em especial de Natal da Netflix: "Chacota à fé"

Ele completou: “[...] a plenitude do exercício da liberdade de expressão como decorrência imanente da dignidade da pessoa humana e como meio de reafirmação/potencialização de outras liberdades constitucionais”.


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'