Sting critica sonoridade do AC/DC: ‘Não é para mim’

Em entrevista, Sting criticou a sonoridade da banda AC/DC por não inovar e entregar sempre o mesmo tipo de música; confira

Redação Publicado em 24/11/2021, às 16h36

None
Sting (Foto: Lindsey Parnaby/Getty Images)

O cantor Sting não gosta de mesmice, e por isso criticou a sonoridade da banda AC/DC. Para o vocalista e baixista do The Police, o grupo australiano de Angus Young é fantástico e entrega uma música de qualidade, mas não consegue - ou não quer - inovar na sonoridade. 

"Você sempre sabe o que está recebendo quando pega um disco do AC/DC. É de alta qualidade, mas você sabe o que vai ouvir. E isso não é para mim," afirmou Sting em entrevista ao programa Everything Music, do produtor Rick Beato

+++ LEIA MAIS: Sting e Michael J. Fox recriam cena de De Volta para o Futuro em evento

O músico de 70 anos continuou explicando que quando ouve uma música gosta de ser surpreendido com alguma novidade, o que não é o caso do AC/DC:

Para mim, a essência de toda música é a surpresa. Quando escuto um trecho de uma música, se não me surpreende nos primeiros oito compassos, paro de ouvir, desligo. Eu preciso de surpresa."

Sting prosseguiu no assunto concluindo: 

"Dominic Miller [guitarrista de sua banda] e eu temos um professor chamado J.S. Bach [o compositor Johann Sebastian Bach], e você toca oito compassos de Bach, e você fica surpreso o tempo todo, pois a composição é realmente sobre surpresa."

+++ LEIA MAIS: Por que Sting, ex-The Police, recusou o papel de Kyle Reese em Exterminador do Futuro?

Assista abaixo a entrevista de Sting para o Everything Music. As informações são do site Metal Castle