Pulse

The Strokes, Childish Gambino e mais: 7 momentos que amamos do Lollapalooza Chicago 2019

Confira os destaques do festival, desde o remix de 'Old Town Road', de Lil Wayne, até a performance frenética de Rosalía

Rolling Stone EUA Publicado em 06/08/2019, às 13h30

None
Ariana Grande, Rosalía e Julian Casblancas (Foto: Chris Pizzelo e Amy Harris)

O Lollapalooza Chicago voltou para o Grant Park para mais um final de semana com música e muito sol. Multidões de fãs que se deslocaram para o festival, no centro da cidade, foram surpreendidos por cenas inesperadas, como a presença de Chance the Rapper e o notável aumento das vendas de ingressos.

As atrações principais deste ano - que incluiram Ariana Grande, Childish Gambino, The Strokes e Tame Impala - foram responsáveis por diversos momentos que poderiam por si só tomar os holofotes dos palcos como Lil Wayne, Janelle Monáe, Kacey Musgraves, Meek Mill, 21 Savage e Death Cab for Cutie. Nos quatro dias de festival, eles não perderam nenhuma oportunidade para agitar o público. Aqui estão alguns dos principais momentos do evento.

Os Strokes alcançam uma nova geração (Quinta-feira, 1 de agosto)
"Mães e pais velhos o bastante para testemunharem a primeira onda da Strokes-mania ao lado de suas crianças e que ainda cantam sobre pegação em banheiros, festa regadas a álcool, e casos de uma noite", descreveu o integrante da equipe da banda, Charles Holmes.

"Não tem nada mais estranho do que o Casablancas choramingando 'Yeah, nós éramos dois amigos na luxúria / E baby, isso só não significa muito", para uma platéia formada por pais e filhos que viveram essas situações parecidas. Em contraste, aqueles com menos 30 anos foram os únicos sentirem qualquer pingo de excitação quando músicas, como o single-Guitar-Hero 'Reptilia', fizeram o chão tremer.

Chance the Rapper se junta ao Death Cab for Cutie (Sexta-feira, 2 de agosto)
Chance the Rapper surpreendeu os fãs com sua aparição durante o show da banda Death Cab for Cutie, na sexta-feira, em que o cantor e rapper, Ben Gibbard, subiu ao palco para cantar sua música de colaboração do álbum Big Day, "Do You Remember". "Esta é nossa primeira vez tocando essa música e eu acho que isso pode ser um momento histórico", disse Chance para o público de sua cidade natal antes de sua performance.

Lil Wayne apresenta seu remix de "Old Town Road" (Sexta-feira, 2 de agosto)
O remix que foi repercutido no meio de julho, quando um trecho da versão de Lil Wayne com Lil Nas X vazou e o rapper começou a cantá-la nos shows de sua turnê, que fazia com a banda Blink-182. Depois da contribuição de Lil Wayne ter vazado naquela semana - em que substituiu os vocais de Mason Ramsey e Young Thug da música mais tocada do momento - ele a apresentou a faixa completa no palco do festival.


Childish Gambino sobe ao palco com 21 Savage para cantar "Monster" (Sexta-feira, 2 de agosto)
21 Savages trouxe Childish Gambino para o palco do Lollapalooza Chicago para cantar "Monster", música que aparece no seu álbum iam > i was, de 2018. A dupla fez uma apresentação energizante na frente do palco, com Donald Glover, que usava um protetor de pescoço e um tipoia.

Glover cantava, praticamente cuspindo seus versos comerciais, "Eu e Savage, nós viemos da sujeira/ Se você está fazendo rap por dinheiro, seu idiota/ Isso não é um milhão, é uma centena/ A indústria é selvagem e a maioria de vocês medíocres" O refrão sincero os dois juntos cantando "Poder/ O dinheiro e a fama fazem um monstro."

Nasce uma estrela e seu nome é Rosalía (Domingo, 4 de agosto)
Vestida com um figurino verde menta, Rosalía apareceu determinada para conquistar a multidão. Ela cantou trechos acapela, se banhou com uma garrafa de água enquanto jogava o cabelo para frente e para trás e dançava em sincronia com seus bailarinos.

Quando chegou a hora de cantar músicas "BAGDAD - Cap.7: Liturgia" ou "Con Altura", diversas que passavam na frente do palco pararam para assistir a performance. Essa foi uma das raras plateias do Lollapalooza que cresceu com o passar do show ao invés de diminuir.

Meek Mill tem mais diversão que qualquer um no palco (Domingo, 4 de agosto)
Assim que Meek parou no meio do palco do Festival, no domingo à noite, ele não conseguiu parar de sorrir. Quanto mais ele olhava para o público, maior era seu sorriso. No intervalo de uma hora, Meek tentou abrir sua primeira roda de mosh para sua música "House Party", de 2011, (uma música que definitivamente não foi feita para um mosh); simulou fazer sexo com uma boneca inflável que apelidou de "pequeno baseado branco mau"; assinou a jaqueta de um fã que estava na grade e pausou o show para tocar nas mãos do máximo de fãs que pode.

Ariana estreia seu novo single "Boyfriend" (Domingo, 4 de agosto)
Ariana Grande se juntou à dupla Social House, que abriu seus shows na sua última turnê, para cantar pela primeira vez ao vivo seu novo single "Boyfriend". "Aquele momento estranho quando você faz ele terminar com sua namorada e ele ainda não quer uma namorada", disse a artista antes de começar a música. Enquanto cantava o primeiro verso, os integrantes da Social House dançavam ao fundo do palco antes de a acompanhar nos vocais.

LISTA: 13 segredos de 'Ladrão', o terceiro disco do Djonga e um dos melhores de 2019