The Strokes pretende lançar disco de inéditas pela gravadora de Julian Casablancas

Banda nova-iorquina será principal atração do festival Primavera em 2015

Redação Publicado em 14/11/2014, às 17h45 - Atualizado às 18h36

Julian Casablancas, o vocalista do The Strokes
Scott Roth/AP

O vocalista Julian Casablancas afirmou que o próximo disco do The Strokes deve chegar às lojas pelo selo dele, o Cult Records. A banda nova-iorquina encerrou o contrato com a RCA Records em 2013, após o lançamento do quinto álbum da carreira, Comedown Machine.

Lembre como foi o show de Julian Casablancas no Lollapalooza Brasil deste ano.

“Acho que trabalhar nas músicas e na arte do disco, – e, então, depois de tudo pronto dar isso para alguém que não entende nada do que você está fazendo – é uma experiência terrível”, disse Casablancas em entrevista à revista Huck.

O músico comentou: “Com a Cult, por exemplo, o preço do disco pode ser mais baixo. Isso foi um problema anteriormente. Quando as pessoas me mostram bandas ou músicas ótimas e me pedem um conselho, eu digo: ‘Claro, se quiser lançar esse material, nós podemos fazer isso’. Foi uma chance de descobrir como lançar discos do nosso jeito”.

Exclusivo: Julian Casablancas joga futebol, diz ser fã de Beethoven e confessa que quer confundir os fãs .

Casablancas ainda atacou o iTunes – dizendo que a plataforma é uma “força negativa na música” – e confirmou que o The Strokes irá se reunir novamente no começo de 2015 para gravar um álbum de inéditas. Recentemente, a banda também foi confirmada como atração principal do festival espanhol Primavera Sound - que acontece em 2015.

O anúncio foi feito por meio de um banner em um edifício na cidade de Barcelona, onde acontece o evento, cuja edição de 2015 marca o 15º aniversário. Veja abaixo uma foto do cartaz publicada no Twitter. Segundo o NME, o anúncio do Arcade Fire como headliner da última edição do evento também foi feito desta maneira.

Tyranny, o novo disco de Casablancas acompanhado pela banda The Voidz foi lançado no último dia 23 de setembro, pouco mais de cinco anos desde a estreia solo dele, com Phrazes for the Young. Leia a crítica de Tyrannyneste link.