Strokes só voltará a entrar em turnê quando lançar um novo disco, diz guitarrista

Apresentação em junho deste ano, segundo revelou Albert Hammond Jr., funcionará para “colocar as engrenagens para funcionar novamente”

Redação Publicado em 08/05/2014, às 10h08 - Atualizado às 20h34

Galeria - Bandas que nunca chegaram ao topo nos EUA – The Strokes
Reprodução / Site Oficial

Atualmente em turnê solo pelo Reino Unido, o guitarrista Albert Hammond Jr., do Strokes, revelou ao site Gigwise que a banda de Nova York só voltará às turnês quando lançar um novo disco. Mas isso não deve demorar a acontecer, segundo ele.

Exclusivo: Julian Casablancas joga futebol, diz ser fã de Beethoven e confessa que quer confundir os fãs .

De acordo com o site do semanário musical britânico NME, o guitarrista planeja que o Strokes lance material inédito, sucessor do disco Comedown Machine (2013).

Bombardeado com perguntas sobre o Strokes, principalmente após a banda ter sido anunciada como uma das atrações principais do Governors Ball Music Festival, evento realizado em Nova York em junho deste ano, Hammond Jr. diz não acreditar em uma nova turnê da banda antes que outro disco chegue às lojas.

Arquivo RS: em 2003, o Strokes enfrentava o tabu do segundo disco e lutava para ganhar respeito da crítica. Enquanto isso, o vocalista Julian Casablancas fazia todo o esforço do mundo para não ser compreendido

“Eu sei que quando o Strokes entrar em turnê de novo, será porque lançamos algo novo – mesmo que não tenhamos feito shows para o último disco”, disse ele. “Tocar em alguns festivais antes de lançar algo é quase como colocar as engrenagens para funcionar de novo, meio que ajuda a nos prepararmos, mentalmente e financeiramente”, completa.

Sobre o show do Governors Ball, aliás, Hammond Jr. revelou que o grupo aceitou o convite rapidamente e ficou feliz em ver que a The Voidz, nova banda do vocalista Julian Casablancas, também seria escalada – eles, inclusive, passaram pelo Brasil, durante o festival Lollapalooza; relembre.

Dez anos de Room on Fire, do Strokes: “Conseguíamos sentir os olhos do mundo em nós”, diz produtor.

“Acho que Julian estava tentando ajeitar o seu projeto solo e não sei quando ele vai lançar, mas nós tivemos essa oferta e todos nós aceitamos – o mais importante é que ele aceitou. Ele é o líder da banda e nós normalmente aceitamos os shows. Eu acho que irá começar algo, sempre começa, mas ainda é muito cedo. Ele está mergulhado nesse projeto solo”, diz o guitarrista. “Sei que ele está tocando uma música que a gente gravou e que está no estúdio tentando algumas coisas. Vamos ver.”