Sucesso de Coringa no Oscar se deve a Logan, Pantera Negra e Cavaleiro das Trevas, diz site

Segundo o Deadline, essas produções foram responsáveis relançar o setor de cinema de super-heróis para as grandes premiações

Redação Publicado em 15/01/2020, às 16h42

None
Joaquin Phoenix como Arthur Fleck em cena de Coringa (Foto: Divulgação / Warner Bros.)

A aclamada produção de Todd Phillips, Coringa, lidera as indicações do Oscar em 11 categorias, incluindo a de Melhor Filme, Melhor Ator e Melhor Diretor. O que para alguns pode parecer uma surpresa quando levado em consideração a história de uma Academia que demonstra pouco interesse no gênero que agrada a multidão. 

+++ LEIA MAIS: Coringa, 1917, Parasita e mais: Conheça todos os indicados a melhor filme do Oscar 2020

No entanto, o leque de indicações da grande produção do supervilão pode estar associado aos outros filmes de HQs das últimas temporadas de premiações, como por exemplo, Logan, O Cavaleiro das Trevas e Pantera Negra, segundo o Deadline. 

+++ LEIA MAIS: Joaquin Phoenix detalha o momento em que Arthur Fleck se transformou em Coringa

Coringa é um filme que adrenta no universo maníaco de um dos personagens mais icônicos da história dos quadrinhos desde a introdução dele como um misterioso arqui-inimigo de Batman. Por décadas, o supervilão não teve nenhuma história de origem tão profunda quanto essa, imaginada por Phillips. A versão preencheu os espaços em branco da história original de Arthur Fleck, um comediante fracassado que chegou à loucura.

É possível observar que o mundo selvagem e miséria de Coringa possui algo único, mas a abordagem de Logan, filme de James Mangold lançado em 2017, também pode ser associada a jornada do supervilão, visto que o personagem na Marvel Comics apresenta um futuro sombrio, enfrenta o desespero e a morte. Além disso, assim como Coringa, Logan faz um bom uso de efeitos especiais.

Mangold, diretor de Garota Interrompida admitiu ter ficado chocado em 2018 quando o roteiro de Logan lhe rendeu a primeira indicação ao Oscar da carreira. A produção também representou a primeira indicação em HQs de Roteiro Adaptado da premiação. 

Na última segunda, 13, Mangold recebeu a segunda indicação, mas desta vez, como produtor de Ford vsFerrari e que competirá com Coringa como Melhor Filme. O cineasta diz não ter ficado chocado com a série de indicações ao filme, o que pode sugerir que as percepções da Academia mudaram nos últimos dois anos. 

+++ LEIA MAIS: Coringa: 7 curiosidades sobre os bastidores que você provavelmente não sabia

"Estou muito feliz por Todd e Joaquin. Estou emocionado com a Academia que sempre reconhece filmes que são menos prováveis ​​ou menos óbvios".

"O personagem é o rei no cinema, como Joaquin fez no Coringa e em Walk the Line também. São personagens únicos e caracterizações únicas que nos fazem lembrar, independente do gênero ou tom [do filme]". 

Outro exemplo dessa mudança é o vencedor do Oscar de 2019 como Melhor Filme de Animação: Homem-Aranha no Aranhaverso, de Lord & Miller. A produção, é claro,  parece estar a um milhão de quilômetros afastado dos becos de Gotham City, mas o sucesso do filme da Sony forneceu uma base para o Coringa.  

+++ LEIA MAIS: A Revolução de Pantera Negra: a criação do filme de super-heróis mais radical de todos os tempos

Pantera Negra, filme de maior bilheteria de 2018, também foi um bom feito para tecer sobre comentários sociais e atrair multidões para assistir as ​​batalhas dos super-heróis. A existência de Wakanda fez o mundo repensar em percepções culturais e suposições antigas e limitantes sobre a África e as nações. 

+++ LEIA MAIS: Terry Gilliam critica produtores de Pantera Negra: “Nunca foram à África”

Além disso, o Cavaleiro das Trevas também ajudou o Coringa. O sucesso de 2008 relançou todo o setor de cinema de super-heróis atual e provou a onda de otimismo do Oscar para os fãs dos filmes de HQ. Tendo isso em vista, o posto dos filmes em quadrinhos pode finalmente ser discutido e Coringa, de fato, pode dar a última risada ao gênero. 


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'