Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Suprema Corte dos EUA não autoriza alteração em fotografia de Prince na arte de Andy Warhol

Decisão pode limitar o uso de fotografias para obras de arte

Redação Publicado em 18/05/2023, às 17h49

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Andy Warhol (Foto: Galeria Peter Warrack/reprodução)
Andy Warhol (Foto: Galeria Peter Warrack/reprodução)

Os desenhos de Andy Warhol feitos por cima de um famoso retrato do Prince não podem ser mais usados. A Suprema Corte dos EUA decidiu, nesta quinta-feira (18), que a arte limita o escopo da defesa de uso justo em relação à violação de direitos autorais no campo das artes visuais (via O Globo). 

De acordo com a juíza Sonia Sotomayor as “obras originais do fotógrafo, como as de outros fotógrafos, têm direito à proteção de direitos autorais, mesmo contra artistas famosos”.

+++ LEIA MAIS: Diários de Andy Warhol: Trailer, artistas convidados e tudo que sabemos sobre série documental da Netflix [LISTA]

A imagem alterada de Prince foi tirada pela fotógrafa Lynn Goldsmith em 1984. A revista Vanity Fair contratou Warhol para criar um trabalho para o artigo “Purple Fame”.

Em uma série de 16 imagens, Warhol alterou a fotografia de várias maneiras, principalmente recortando-a e colorindo-a para criar o que os advogados de sua fundação descreveram como “uma aparência plana, impessoal, sem corpo, semelhante a uma máscara”. 

A decisão da Suprema Corte foi de 7 a 2. Em contrapartida, a juíza Elena Kagan e o presidente do tribunal John Roberts foram os dissidentes. Para Kagan, a decisão “vai reprimir a criatividade de todo tipo”. “Isso impedirá novas artes, música e literatura. Irá impedir a expressão de novas ideias e a obtenção de novos conhecimentos. Isso tornará nosso mundo mais pobre.” As informações são do Jornal O Globo.