Takeshi Kitano volta à violência em Outrage

Japonês irá dirigir e estrelar filme sobre a cena mafiosa do país natal

Da redação Publicado em 06/12/2009, às 18h54

O diretor japonês Takeshi Kitano voltará a explorar a violência em Outrage, quase uma década após lançar Brother, que no Brasil ganhou o autoexplicativo subtítulo A Máfia Japonesa Yakuza em Los Angeles.

Kitano ganhou atenção global em 1997, ano de Hana-Bi - Fogos e Artifício, ganhador do Leão de Ouro no Festival de Veneza. De lá para cá, realizou outras produções premiadas, como Dolls (2002) e o "musical samurai" Zatoichi (2003). Já no final dos anos 80 a aura cult em torno do cineasta cresceu, com filmes mais violentos, à moda de Brother, como Violent Cop e Boiling Point.

Kitano, que começou a carreira como comediante e hoje apresenta programas de TV, também atua em boa parte de seus filmes. A dobradinha diretor-ator acontecerá novamente em Outrage, filme sobre a luta pelo poder entre gangsteres de Tóquio. Trata-se de uma coprodução, feita sob encomenda, entre o braço japonês da Warner e a companhia de Kitano, com previsão de lançamento para 2010.

O retorno ao gênero policial, com foco na máfia do país natal, está sendo rodado em Kobe, cidade-sede da Yamaguchi-Gumi, atualmente a maior facção da Yakuza.