Tarantino se junta a Scorsese e critica franquias da Marvel e Star Wars: 'Produtos comerciais'

O diretor norte-americano também classificou a situação atual como uma "guerra por filmes"

Redação Publicado em 24/01/2020, às 10h24

None
uploads/tarantino-charles_sykes-invision-ap.jpg

Quentin Tarantino é o mais novo integrante do grupo, fundado por Martin Scorsese, de cineastas a criticarem filmes da Marvel e grandes franquias como Star Wars e James Bond. Em entrevista ao site Deadline, o diretor de Pulp Fiction expressou descontentamento em relação a essa área inegável da indústria cinematográfica.

"Seja da Marvel Comics, Star Wars, Godzilla e James Bond, esses filmes nunca tiveram um ano melhor do que o ano passado", comentou. E classificou esse movimento dos "produtos comerciais", como chamou os filmes mencionados, de "dominação mundial", com a qual claramente se opõe.

+++LEIA MAIS: 5 projetos incríveis de Tarantino que nunca saíram do papel - mas deveriam ter [LISTA]

Tarantino também declarou que diretores responsáveis por produzirem conteúdo "original" estão em um momento de "combate" com longas como Vingadores: Ultimato, por exemplo. 

Após dividir os dois lados dessa suposta "guerra por filmes", o cineasta não perdeu a oportunidade de se posicionar no lado dos que fazem "cinema que não se encaixa nessa classificação de blockbuster", e acrescentou: "Me sinto orgulhoso de ser indicado [ao Oscar] com os outros filmes".


 +++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 1), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL