Taylor Swift cede à pressão de ativistas e cancela show em corrida de cavalos

Melbourne Cup anunciou a mudança e a associou à turnê da cantora na Ásia

Redação Publicado em 23/09/2019, às 17h32

None
Taylor Swift (Foto: AP Images)

Taylor Swift cancelou sua performance controversa no Melbourne Cup da Austrália, que promovia um evento com corrida de cavalos, devido a um apelo de ativistas de direitos dos animais por causa do tratamento dado aos cavalos. 

Swiftse apresentaria na corrida no dia 5 de novembro como parte de sua turnê promocional de Lover, seu novo disco. Mas neste sábado, 21, o clube de corrida anunciou como “uma mudança recente da turnê asiática da Taylor Swift fará com que ela não esteja mais disponível para cantar este ano na Melbourne Cup.”

+++ LEIA MAIS: Entrevista Rolling Stone: Taylor Swift 

O cancelamento vem depois de vários grupos de defensores dos animais, incluindo PETA e Coalition for the Protection of Racehorses (ou “coalizão para a proteção de cavalos de corrida” em português) chamou a atenção de Swift com “#NupToTheCup”, algo como “Não para a copa” em português, conforme anunciou a CNN, e a organização também lançou uma petição para retirar o nome da cantora do evento. 

Taylor Swiftcolocou o dinheiro antes da compaixão ao aceitar tocar na Melbourne Cup em 2019. Um evento no qual pelo menos seis cavalos foram ASSASSINADOS nos últimos seis anos,” escreveu a Coalizão no Facebook no início de setembro. “Já tendo tanto sucesso, ela poderia facilmente dizer NÃO, mas usar a oportunidade para ajudar os cavalos ao falar contra a crueldade com os animais da indústria de corrida… Se Taylor Swift se importar com outros animais do jeito que ela se importa com gatos, com certeza vai cancelar o show e fazer um forte anúncio dizendo que abuso de animais é inaceitável.”

+++ LEIA MAIS: Vocalista do Tool se transforma em Thanos para sacanear Taylor Swift após vitória nas paradas; veja 

Mesmo que nem Swift nem a Melbourne Cup tenha creditado o cancelamento aos ativistas, a Coalizão agradeceu a decisão de Taylor. “OBRIGADO, TAYLOR! Nos deliciamos com a notícia,” escreveram no Facebook. “A pressão para Swift cancelar a performance foi significante. Os fãs dela não queriam um apoio ao abuso de animais. Mesmo que a razão tenha sido justificada por uma mudança de agente, parece que ela respondeu aos nossos apelos.”

“Continuaremos de olho para ver se outro artista é anunciado para tocar no dia que rapidamente vira uma desgraça nacional,” continuou a organização. “Ninguém devia apoiar esse evento baseado no abuso e sofrimento dos cavalos.”

+++ LEIA MAIS: Novo disco do Tool ultrapassa Lover, de Taylor Swift, e conquista o primeiro lugar nas paradas

Taylor Swift cancelou a Melbourne Cup, e a PETA não poderia estar mais feliz,” o assessor da PETA Moira Colley disse a Rolling Stone. “O evento se apoia no abuso e morte dos cavalos, e está ligado à sangrenta indústria-açougue, igual na Coreia do Sul. Nenhuma parte dessa crueldade consiste com a pessoa gentil que sabemos que Taylor é.”