Taylor Swift é acusada de racismo por clipe de “Shake It Off”

Rapper Earl Sweatshirt afirmou que a cantora está perpetuando estereótipos negros

Redação Publicado em 19/08/2014, às 16h42 - Atualizado às 18h28

Taylor Swift
Reprodução

O rapper Earl Sweatshirt, do coletivo Odd Future, acusou Taylor Swift de reforçar estereótipos da cultura negra e perpetuar o racismo no clipe do single “Shake It Off”, que a cantora lançou na segunda, 19.

Tirem as crianças da sala: relembre 10 momentos perturbadores em clássicos da Disney.

“Eu não preciso assistir para dizer a vocês que é ofensivo”, escreveu ele no Twitter. “Perpetuando estereótipos negros para meninas brancas que escondem seu preconceito dizendo que amam a cultura.”

Sweatshirt não parou por aí e foi além nas acusações dele sobre o clipe de Taylor: “Por exemplo, pessoas brancas que temem pessoas negras, mas adoram dançar twerk e falar ‘nigga’.”

Mano Brown fala sobre rolezinhos: “Eu sou a favor dos moleques, tem que invadir mesmo”.

No vídeo, Taylor faz a coreografia conhecida como twerking em companhia de dançarinas negras e aparece com roupas inspiradas no estilo de rappers.

“Shake It Off” é o primeiro single do novo disco da cantora, 1989, que será lançado no dia 27 de outubro. Veja a capa do álbum e assista ao clipe abaixo.