Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Pirataria

The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom foi pirateado 1 milhão de vezes antes do lançamento, diz Nintendo

Segundo processo movido pela Nintendo, emulador teve acesso a The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom cerca de 10 dias antes do lançamento

The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom (Foto: Reprodução/Nintendo)
The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom (Foto: Reprodução/Nintendo)

Um dos principais lançamentos do mundo dos games em 2023, The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom chegou ao mercado no dia 12 de maio, mas foi pirateado 1 milhão de vezes antes da data, segundo a própria desenvolvedora do jogo, Nintendo.

Segundo o jornalista Stephen Totilo, esse dado faz parte de uma ação judicial movida pela empresa contra Tropic Haze, responsável por desenvolver Switch Yuzu, emulador de consoles da Nintendo. Como o processo explicou, Yuzu supostamente permite como os jogadores joguem jogos do Nintendo Switch piratas em sistemas Windows, Linux ou Android com Tropic Haze "totalmente ciente do uso de Yuzu para facilitar a pirataria em uma escala colossal."

Yuzu transforma dispositivos de computação em geral em ferramentas para violação massiva de propriedade intelectual de obras protegidas por direitos autorais da Nintendo e de outros.

+++LEIA MAIS: 35 anos de The Legend of Zelda: 5 melhores jogos da franquia [LISTA]

Como Totilo relatou, o processo explica como uma cópia pirata de Tears Of The Kingdom foi baixada mais de um milhão de vezes nos dez dias anteriores ao lançamento oficial do jogo, com o Patreon de Yuzu dobrando em assinantes na mesma janela.

"Com Yuzu em mãos, nada impede um usuário de obter e jogar cópias ilegais de praticamente qualquer jogo feito para o Nintendo Switch, tudo isso sem pagar um centavo à Nintendo ou a qualquer uma das centenas de outros desenvolvedores e editores de jogos que fazem e vendem jogos para o Nintendo Switch," continuou a ação judicial.

+++LEIA MAIS: Machine Gun Kelly quer ser Link em filme de The Legend of Zelda: 'Se eu não interpretá-lo, teremos um problema'