This Is It ganha mais duas semanas em cartaz

Sony abandona planos iniciais de manter filme com os ensaios de Michael Jackson por apenas duas semanas nas salas de cinema

Da redação Publicado em 05/11/2009, às 11h24

A Sony Pictures já havia sinalizado nessa direção, e o anúncio oficial chega agora: This Is It, documentário que registra os ensaios de Michael Jackson para a temporada de shows londrina que nunca aconteceu, ganhará mais duas semanas de exibição nos cinemas brasileiros.

Inicialmente, o estúdio havia batido na tecla de que o filme, estreado em 28 de outubro, só ficaria 15 dias nas salas de todo o mundo - a temporada enxuta foi tomada pelos críticos como incentivo ao público para correr aos cinemas, estratégia de divulgação que parece ter dado certo. A Sony, que comprou o direito sobre as gravações por US$ 60 milhões, recuperou a quantia com folga: só os primeiros cinco dias de exibição conseguiram arrecadação de cerca de US$ 100 milhões nas bilheterias mundiais (no primeiro dia, fechou o caixa em torno de US$ 20 milhões).

No Brasil, os R$ 3,6 milhões coletados nas bilheterias entre 28 e 31 de outubro fizeram o filme estrear no topo do ranking do primeiro final de semana em cartaz.

Recentemente, Kenny Ortega, diretor do título, confirmou à mídia que o DVD de This Is It trará nos extras de duas a três horas de cenas adicionais. Esperado para o Natal, o produto teve lançamento adiado por conta da temporada estendida nos cinemas. Para ampliar a janela entre a saída do circuito e a venda nas lojas, o DVD está previsto, agora, para o começo de 2010 (a versão mais simples, sem todos os extras, já está em pré-venda no site da Amazon).

Diretor musical do longa e da turnê, Michael Bearden disse à Folha de S. Paulo que Jackson se chateava quando punham em dúvida sua capacidade de realizar os 50 shows planejados para Londres. "Ele me disse: 'Muita gente pensa que não posso fazer isso. Não sei por que pensam assim, é o que faço desde que tinha cinco anos. Não teria aceitado se não fosse capaz'", disse Bearden, com voz esganiçada, para simular o timbre do astro. Ele afirmou ainda que Jackson se sentia "bem o suficiente" para continuar na turnê This Is It por mais três ou quatro anos. Depois do Reino Unido, ele cogitou passar por países da África e da Ásia.

Confira a crítica do site da Rolling Stone Brasil para This Is It.