TIFF 2013: “Ele foi um pioneiro”, diz Bill Condon sobre Julian Assange

Em entrevista coletiva de imprensa, cineasta exaltou o criador do Wikileaks, alvo da cinebiografia O Quinto Poder

Paulo Gadioli, de Toronto Publicado em 06/09/2013, às 20h32 - Atualizado às 20h38

Bill Condon - Quinto Poder
Evan Agostini/AP

Teve início nesta quinta-feira, 5, o Festival Internacional de Cinema de Toronto. O Quinto Poder, de Bill Condon, foi selecionado para a abertura e, em entrevista coletiva de imprensa realizada nesta sexta, 6, o cineasta compartilhou sua admiração pelo ciberativista Julian Assange, alvo desta cinebiografia que chega aos cinemas brasileiros em 25 de outubro.

Entrevista Rolling Stone: Julian Assange.

“Ele é um pioneiro absoluto”, disse Condon. “Julian fez muita diferença, ele abriu a porta pela qual Edward Snowden acabou de passar, uma figura extremamente admirável”, completou. Exilado na embaixada do Equador em Londres há mais de um ano, Assange é o fundador do Wikileaks, organização responsável por captar e publicar documentos internacionais obtidos por fontes anônimas.

Por revelar, em sua maioria, segredos mantidos às escuras por altos escalões de diversos governos do mundo, tanto o Wikileaks quanto seu criador despertam admiração e ódio. Para Benedict Cumberbatch, protagonista do longa, esse é o tipo de papel mais atraente. “Quero sempre descobrir a tridimensionalidade do personagem, o que o motiva”, afirmou. “Pessoalmente fico entediado quando vejo o tipo de trabalho que polariza, sem nuances”, completou.

Entrevista: transitando pela TV e em blockbusters, ator britânico Benedict Cumberbatch coleciona elogios.

Daniel Bruhl, responsável por interpretar Daniel Domscheit-Berg, autor do livro que inspirou o roteiro e amigo de Assange, concorda. O alemão, que também participa do festival com Rush: No Limite da Emoção, de Ron Howard, conta que não tem muita familiaridade com computadores, mesmo depois de viver um expert no assunto. “Quando conheci Daniel Domscheit-Berg, ele me disse que em cinco segundos conseguiria entrar no meu computador. Tive que mudar todas as minhas senhas. Uma pena que não lembro de mais nenhuma delas agora”, brincou Bruhl.

Assim como Bruhl, Benedict Cumberbatch também pode ser visto em mais de um filme no evento, contabilizando um total de três obras. Por isso, recebeu o apelido de Homem do Festival. “Fico muito lisonjeado, mas temos aqui outros grandes homens. Sou apenas uma peça das engrenagens destes maravilhosos trabalhos. Deus, que metáfora horrível”, disse o bem-humorado ator.

Os outros filmes em que Cumberbatch pode ser visto são August Osage County, ao lado de Meryl Streep e Julia Roberts, e 12 Years a Slave, de Steve McQueen.

O TIFF acontece de até o dia 15 de setembro em Toronto, Canada.

Assista abaixo ao trailer de O Quinto Poder: