TIFF 2013: Premiação de 12 Years a Slave encerra o festival de Toronto

Evento aconteceu entre 5 a 15 de setembro e contou com a exibição de filmes como Under the Skin, com Scarlett Johansson, e o aguardado Gravidade

Paulo Gadioli, de Toronto Publicado em 16/09/2013, às 15h54 - Atualizado às 16h01

12 Years a Slave
Divulgação

Chegou ao fim neste domingo, 15, o Festival Internacional de Cinema de Toronto. Ao longo dos dez dias de evento, passaram pelos cinemas da cidade diveras das obras que disputarão a cobiçada indicação ao Oscar. 12 Years a Slave, um dos mais esperados, agradou o público e saiu com o prêmio de melhor filme em votação popular.

Longas como Quem Quer Ser Um Milionário e O Discurso do Rei, em 2008 e 2010, respectivamente, venceram o prêmio do festival e seguiram a conquistar Melhor Filme no Oscar meses depois. Ano passado, no entanto, O Lado Bom Da Vida foi o escolhido pelos canadenses, mas acabou perdendo a estatueta para Argo, de Ben Affleck.

12 Years a Slave conta com fortes candidatos à premiação hollywoodiana, especialmente o protagonista Chiwotel Eijefor. Idris Elba, pela cinebiografia de Nelson Mandela, e Matthew McConaughey, por Dallas Buyers Club, também aparecem como fortes concorrentes. No lado das atrizes, Meryl Streep, por August Osage County, e Sandra Bullock, por Gravidade, foram as mais louvadas do Festival.

12 Years a Slave e Gravidade, inclusive, são alguns dos longas cotados à premiação de Melhor Filme. Muitos outros, porém, não chegaram ao evento canadense, como Inside Llewyn Davis, dos irmãos Coen, Saving Mr. Banks, de John Lee Hancock, Nebraska, de Alexander Payne, e Monuments Men, de George Clooney.

Os filmes devem chegar aos cinemas brasileiros no entre o final deste ano e o início do próximo. Tanto o Festival do Rio quanto a Mostra de Sao Paulo anteciparão alguns dos favoritos ao Oscar. O evento carioca, que acontece de 26 de setembro a 10 de outubro, já anunciou nomes como Gravidade, Nebraska e Blue Jasmine, novo de Woody Allen.