Tilda Swinton reflete sobre whitewashing em Doutor Estranho: 'Estava em lugar delicado'

Atriz de Doutor Estranho, Tilda Swinton refletiu sobre as polêmicas acerca do whitewashing no filme

Redação Publicado em 30/06/2021, às 18h38

None
Tilda Swinton em Doutor Estranho (Foto: Reprodução)

Em nova entrevista à Variety, via Omelete, Tilda Swinton falou sobre a questão do whitewashing em Doutor Estranho. A atriz diz estar "muito grata" pelo debate acerca da representatividade asiática em Hollywood.

O whitewashing é muito comum em produções audiovisuais - sendo o ato de substituir, especialmente na indústria cinematográfica, personagens fictícios ou históricos de etnias (pretos, pardos, asiáticos, latinos, entre outras), por atores norte-americanos de cor branca.

+++LEIA MAIS: Whitewashing em Doutor Estranho ‘serviu como alerta’ para Marvel, comenta Kevin Feige

Nas HQs da Marvel, o personagem é tradicionalmente representado por um homem asiático idoso. No entanto, em Doutor Estranho, a atriz  Tilda Swintonfoi a escalada para viver a personagem Anciã

Apesar de o filme ter sido lançado em 2016, em maio deste ano, o presidente da Marvel, Kevin Feige, assumiu que escalar Swinton foi um caso de whitewashing: "Achávamos que estávamos sendo tão espertos, tão ousados. Não faríamos o clichê do velho sábio homem asiático. Mas foi um alerta pensar 'bom, espera um minuto, tem outro jeito de fazer isso? Existe um jeito de não cair no clichê e escalar um ator asiático?' E a resposta, claro, é sim."

+++LEIA MAIS: O que Benedict Cumberbarch pensa sobre o final de WandaVision? Elizabeth Olsen responde

Agora, à Variety, Tilda Swinton falou sobre as discussões acerca do tema: "Me lembro de ter essa dúvida na cabeça e estar atenta à resposta do público que uma mulher escocesa estaria interpretando esse personagem, e estar ciente que não havia resistência, mas sim grandes boas-vindas, que mudaram em um certo ponto, por razões muito boas pelas quais eu tinha enorme simpatia."

Na mesma ocasião, a atriz comentou sobre a polêmica envolvendo a comediante Margaret Cho, de ascendência coreana. Ao ser escalada para Anciã, Swinton mandou um e-mail para Cho buscando ajuda para entender mais acerca da problemática da representatividade asiática em Hollywood. 

+++LEIA MAIS: Algumas séries do MCU terão mais de uma temporada, segundo Kevin Feige

Logo depois, ao podcast TigerBelly, Cho revelou ter sido um diálogo "muito estranho". Mais tarde, Swinton liberou toda a troca de e-mails para mostrar publicamente como fora a conversa.

Apesar do diálogo soar amigável, a comediante explicou ter se sentido uma "serviçal asiática". Cho também afirmou que precisar falar sobre o whitewashing para uma pessoa que ela não conhecia destacava o privilégio branco de Swinton

+++LEIA MAIS: Kevin Feige nega retorno de Chris Evans como Capitão América

Sobre essa questão, a atriz de DoutorEstranho disse: "Eu me sinto envergonhada que tenha talvez seguido por um beco sem saída ao tentar essa correspondência, para começar. Talvez eu tenha confundido as coisas, mas, além disso, não tenho arrependimentos."

Ainda, concluiu sobre todo o debate acerca do whitewashing: "Eu acho que estava em um lugar delicado, ciente no momento de ser pega em algo que estava fora do meu controle. E isso parecia normal, porque não era a minha voz que as pessoas precisavam ouvir."

+++ LEIA MAIS: Tudo o que você precisa saber sobre a Fase 4 do MCU: trailers, datas e mais


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL