Timbaland diz não querer mais saber de hip-hop

Produtor prefere mirar no pop para agradar seu consumidor padrão: "Mulheres que assistem a Sex and the City"

Da redação Publicado em 30/12/2009, às 10h04

Timbaland não quer mais saber de hip-hop. O produtor, que já trabalhou com os nomes mais fortes no gênero, de Jay-Z a Missy Elliott, explicou que seu "pão e manteiga", atualmente, é o filão do pop.

O celebrado produtor lançou no começo do mês seu terceiro álbum de estúdio, Shock Value II, com participação de Miley Cyrus, Katy Perry, a banda australiana Jet e Chad Kroeger (Nickelback), entre outros. Também entraram na lista Nelly Furtado e Justin Timberlake, que já haviam colaborado no primeiro volume de Shock Value, de 2007 - exceções do pop num álbum que contou com figuras proeminentes do círculo do rap, como Missy Elliot, 50 Cent e Magoo.

"Depois do meu último álbum, eu sei onde meu pão e manteiga estão", disse Timbaland em entrevista à MTV norte-americana. Em seguida, pôs-se a desenvolver uma teoria sobre quem compra seu disco: "Sei que 75% são mulheres que amam Timbaland. (...) Fiz a pesquisa. São as mulheres que assistem a Sex and the City, Desperate Housewives. As verdadeiras mulheres que-vão-para-o-bar gostam de Timbaland, e são na maioria europeias".

Para encerrar, o produtor ponderou que seu consumidor padrão "não é a pessoa que ama principalmente hip-hop. É a pessoa que ama tudo fora hip-hop".

Timbaland não tem nada contra o hip-hop, só que não vê mais o ritmo como sua praia. "Terminei com o hip-hop há muito tempo. Quando minha geração saiu, eu saí. Eu faço isso, mas ninguém da minha geração além de Jay-Z está fazendo. Vejo Lil Wayne como minha geração. Algumas pessoas ainda são aceitáveis. Kanye é alguém aceitável da minha geração."

Assista à entrevista:

MTV Shows