Tina Turner quer proibir artistas brasileiras a usarem nome Tina; entenda

Advogados de Tina Turner no Brasil notificaram o perfil de humor 'A Vida de Tina' para que não registre o nome Tina no ramo musical

Itaici Brunetti Publicado em 01/07/2021, às 12h02

None
Tina Turner (Foto: Getty Images /Sean Gallup)

A consagrada cantora Tina Turner não quer que o perfil de humor brasileiro A Vida de Tina utilize o nome Tina. Há duas semanas, os advogados que representam a estrela internacional no Brasil notificaram as atrizes Júlia Burnier e Isabela Mariotto solicitando o não registro do nome. 

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, a notificação extrajudicial emitida pelo escritório de advocacia que representa Tina Turner no Brasil solicita que Júlia e Isabela não registrem a marca Tina no Instituto Nacional da Propriedade Industrial(INPI), no ramo de serviços de música, musicais e serviços relacionados.

+++LEIA MAIS: Quantas mulheres entraram duas vezes para o Hall da Fama do Rock and Roll?

O documento diz: "Nosso cliente é titular de vários registros em vigor para a marca Tina no Canadá, na comunidade Europeia, no Reino Unido e nos Estados Unidos....O uso da marca Tina na composição da marca A Vida de Tina é suscetível de induzir o público em geral ao erro, dúvida e confusão, sugerindo que a 'nova' marca A Vida de Tina foi criada como forma de homenagear a famosa cantora americana Tina Turner e a sua trajetória no segmento do entretenimento".

À publicação, Isabela Mariotto disse: "A primeira reação foi de surpresa, porque a gente jamais imaginou que poderíamos estar disputando alguma coisa com a Tina Turner, porque ela é uma artista de alcance internacional, uma mulher enorme perto da gente."

Júlia Burnier também ressaltou: "A gente não está querendo disputar com a Tina Turner, não tem nem cabimento isso. E o nosso trabalho não tem a ver com a Tina Turner, a gente não faz referência a ela."

+++LEIA MAIS: Foo Fighters, Tina Turner e mais são escolhidos para o Rock & Roll Hall of Fame

"Inclusive, se ela puder, com toda essa história, conhecer o nosso trabalho seria incrível. A gente ia ficar honrada, porque a gente é muito fã. A nossa intenção é que o nosso trabalho continue florescendo e que ele não se limite de alguma forma." completou Isabela.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por TINA (@a.vida.de.tina)

O registro do nome de A Vida de Tina é "uma questão de segurança jurídica, para garantir que o nome, já bem difundido na internet, fosse usado por elas mesmas e não por quaisquer aventureiros online", explica Isabela. "A gente não está pensando em lançar uma marca de roupas. É só uma questão de segurança mesmo." afirma. 

De acordo com a reportagem, a Folha de S. Paulo tentou entrar em contato com o escritório Veirano Advogados, representante de Tina Turnerno Brasil, mas não obteve retorno. 


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL