Titãs promete 'show mais porrada' com sucessos de toda a carreira para Rolling Stone Music and Run 2020

O evento, no dia 21 de março, trará show da banda e Tony Belloto correndo, também

Redação Publicado em 12/03/2020, às 17h01

None
Os Titãs (Foto:Silmara Ciuffa)

Atração da Corrida Rolling Stone Music & Run, os Titãs, ao longo de quase 40 anos de carreira, sempre procuraram não deixar a "paixão de adolescente" virar algo "entediante". O objetivo está atrelado a um dos novos projetos do grupo: o show acústico.

Em homenagem à gravação acústica realizada com a MTV em 1997, os Titãs resolveram, 23 anos depois, botar em prática o projeto - solicitado há muito tempo: "Quando gravamos esse acústico MTV em 1997, 23 anos atrás, já havia uma pressão das gravadoras para fazermos um projeto acústico [...]. Quando fizemos aquele projeto com a MTV estávamos comemorando 15 anos de carreira e resolvemos fazer de uma maneira diferente e foi um grande sucesso", explicou Tony Belloto, músico do grupo. 

O artista continuou: "Quando foi chegando os 20 anos desse acústico, em 2017, as pessoas começaram a cobrar da gente 'Poxa, vocês não vão fazer um projeto comemorando essa data?', mas sempre ficamos envolvidos com outros projetos então demorou até toparmos". Apesar da demora, o projeto acústico iniciou - e é um sucesso.

+++LEIA MAIS: Tudo sobre a 10ª Rolling Stone Music & Run: Inscrições, show do Titãs e open bar de cerveja

Em entrevista a Rolling Stone Brasil, os músicos Tony Belloto, Branco Mello e Sérgio Britto falaram sobre o novo e popular projeto acústico da banda, inicialmente pensado como uma apresentação pequena.

"Seriam dois ou três shows, mas acabou virando uma turnê de tão bacana e diferente do que já fizemos nesses quase 40 anos de carreira", explicou Belloto. "Por ser em teatro, começamos a contar histórias sobre àquelas músicas feitas por nós e isso começou  a virar uma marca desse show também".

+++LEIA MAIS: Titãs anuncia novo disco acústico - além de ser atração da Rolling Stone Music & Run

O músico detalhou a apresentação acústica: "Conversamos muito no palco e acabamos descobrindo coisas - porque tem muito improviso também [...] tem um papo informal no qual o público fica abraçado, como se estivéssemos, realmente, na sala da nossa casa com o público". 

Mesmo com o projeto acústico, o grupo continua com apresentações elétricas. "Somos uma banda de rock, continuamos com nosso show grande, para multidões, mas agora também conseguimos fazer shows em teatros, e isso é muito bonito para nós", explicou Mello

+++LEIA MAIS: Em 1985, Titãs foi ao programa do Gugu salvar fã de aranha gigante, conta Nando Reis

O novo show adicionado à agenda da banda, atualmente com duas apresentações na estrada, não é um sacrifício. Desde fundado, o grupo busca não entrar na rotina: "Permitimos que cada um faça trabalhos solos em várias áreas e isso faz você arejar a própria relação pessoal e fazer aquela paixão de adolescente não virar algo entediante", relatou Sérgio Britto.

O músico continuou: "Realmente procuramos fazer o possível para nossa rotina não ser repetitiva e maçante, exatamente para não perdermos esse elo com as atividades as quais amamos fazer". 

+++LEIA MAIS: Rock in Rio 2019 - Titãs faz encontro improvável com Edi Rock, Ana Canãs e Érika Martins para celebrar clássicos do rock nacional

O projeto acústico, contudo, não acontecerá na Corrida Rolling Stone Music&Run. No evento, a banda optou por apresentação mais intensa: "A ocasião pede um show mais porrada. Nesse show elétrico terá trabalhos da nossa carreira inteira. Tem sucessos os quais as pessoas gostam de ouvir, também tem trabalhos mais pesados importantes e marcantes na nossa carreira. Sempre tocamos alguma coisa da ópera. Quem for ver o show e não conhece a banda vai ter uma boa amostra do que são os Titãs".

Os músicos estão, pessoalmente, animados para o evento. Belloto, por exemplo, disse à Rolling Stone que irá correr - e convocou os colegas: "Estou convidando a galera, o pessoal da técnica está todo mundo 'É, não sei, não to em forma'. Falei, 'Poxa, vamos fazer uma equipe'".

"Acho genial o fato de uma revista de música, arte e rock promover uma corrida e transformar aquilo em evento com a corrida e o show. Acho isso tão inusitado", continuou Belloto. "Verei se convenço mais gente a banda a ir correr comigo".

Branco Mello se animou com a possibilidade da corrida e disse que "iria pensar". A veracidade do depoimento, no entanto, será comprovada apenas no dia 21 de março, data da 10ª edição da Corrida Rolling Stone Music & Run

A 10ª Rolling Stone Music & Run - SP acontece no sábado, 21 de março. São três provas diferentes: corrida de 5k e 10k e uma caminha de 3k. Depois da prova, haverá shows dos Titãs e da banda Warriors. Tudo isso, claro, regado pelo open-bar de cerveja. A inscrição custa R$ 149,90 e pode ser feita até o dia 16 de março neste link.

Confira a entrevista na íntegra: 

10ª ROLLING STONE MUSIC & RUN – SÃO PAULO

Realizada pela Rolling Stone Brasil, a 10ª ROLLING STONE MUSIC & RUN–SP oferece, a partir das 18h, corridas de 5K e 10K e caminhada de 3K, dois shows da banda Warriors, que promete tocar os clássicos do rock, além de uma apresentação exclusiva dos Titãs.

Depois da corrida os inscritos terão acesso a uma festa com open bar de cerveja na Arena Rolling Stone, espaço construído dentro do Sambódromo do Anhembi.

As inscrições podem ser feitas aqui até 16/03/2020 às 23h59 no valor de R$ 149,90 para o Kit único do atleta. Confira a programação do evento:

Abertura da Arena: 18h00 
Largada da corrida de 5K: 19h00 
- Show Warriors: 19h10 às 19h50 
Largada da caminhada de 3K: 20h00 
Largada da corrida de 10K: 20h30 
- Show Warriors: 20h40 a 21h20 
- Abertura para Open Bar: 21h00 
Premiação: 21h30 às 22h00 
- Show TITÃS: 22h15 às 23h30 
- Fechamento da Arena: 00h00

21 de março de 2020, sábado, a partir das 18h
Sambódromo do Anhembi | Av. Olavo Fontoura, 1209 - Santana, São Paulo – SP, 02012-021 


+++ SESSION ROLLING STONE BRASIL: DELACRUZ - ANESTESIA