Todd Phillips revela maior medo que teve ao dirigir Coringa

Apesar de pertencer ao gênero das HQs, o filme da DC configura um estudo psicológico e sombrio sobre Arthur Fleck

Redação Publicado em 13/01/2020, às 12h12

None
Joaquin Phoenix como Coringa (Foto: Reprodução / Warner)

Diretor e roteirista de Coringa (2019), Todd Phillips revelou que seu "maior medo" sobre o filme da DC Comics era que as pessoas o achassem "chato".

Apesar de pertencer ao gênero das HQs, a produção configura um estudo sombrio que examina o desenvolvimento decadente de Arthur Fleck (Joaquin Phoenix). 

+++Leia mais: Martha Wayne, Ciborgue e Cobra: as 6 versões alternativas mais esquisitas do Coringa [LISTA]

“Os filmes de quadrinhos são imensos em todo o mundo e, francamente, a maioria deles é maior que Coringa, então nosso maior medo era que fosse chato para a multidão que está acostumada a uma ação espetacular”, disse Phillips à Variety.

E continuou: “Mas parecia que eles se tornaram uma coisa tão grande que poderíamos usar esse espaço e fazer algo um pouco diferente nele.”

+++ LEIA MAIS: Joaquin Phoenix era subornado com bolachas para ficar no set de Coringa - e detestava ser tocado

“Queríamos criar algo significativo, que realmente ficasse com você depois que você saísse do cinema. Há muito trabalho envolvido. Nenhum filme é fácil. Então, você quer algo que realmente dure”, concluiu.

 


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'