Todos os indicados a Melhor Filme do Oscar 2021, do pior ao melhor: de Nomadland a Os 7 de Chicago [LISTA]

Oito filmes disputam uma das categorias mais importantes da premiação

Marina Sakai | @marinasakai_ (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 16/03/2021, às 19h05

None
Nomadland (Foto: Reprodução/Searchlight Pictures) / Minari (Foto: Reprodução/A24)

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou a lista de indicados ao Oscar 2021 nesta segunda, 15 de março. Em uma das categorias principais, Melhor Filme, estão oito concorrentes dignos da maior premiação do cinema. 

Como na maioria dos anos, algumas produções de destaque foram deixadas de lado, como A Voz Suprema do Blues, Destacamento Blood, Uma Noite em Miami e Borat: Fita de Cinema Seguinte, todos lançados em 2020.

+++LEIA MAIS: Quais são os 16 filmes da Netflix indicados ao Oscar 2021?

Confira uma lista ranqueando as oito produções indicadas. A classificação é do Rotten Tomatoes.


8 - Mank - Nota: 83%

Herman Mankiewicz (Gary Oldman) foi um dos roteiristas responsáveis por um dos marcos na história do cinema: Cidadão Kane (1942).

+++LEIA MAIS: 6 motivos para ver Mank, da Netflix, filme com maior número de indicações ao Globo de Ouro 2021

Mank (2020), de David Fincher, explora a Hollywood dos anos 1930 e o processo de criação do longa, as dificuldades e vícios de um homem de 40 anos desesperançoso. Oldman, como costume, entregou-se completamente ao papel e também recebeu uma indicação a Melhor Ator


7- Os 7 de Chicago - Nota: 90%

O longa dirigido e roteirizado por Aaron Sorkin fez sucesso quando chegou à Netflix. Acompanha oito ativistas durante um julgamento em 1969, após serem acusados de incitar uma rebelião no ano anterior. Concentra-se em assuntos da época, como a Guerra do Vietnã e o movimento estudantil, e reflete sobre questões como racismo e direitos humanos.

+++LEIA MAIS: Oscar 2021: 7 motivos para assistir Os 7 de Chicago [LISTA]

O filme conta com nomes de peso, como Joseph Gordon-Levitt, Eddie Redmayne e Sacha Baron-Cohen, o último, inclusive, ganhou uma indicação de Melhor Ator Coadjuvante pelo papel. 


6 - Bela Vingança - Nota: 90%

Cassie (Carey Mulligan) quer vingar a melhor amiga, vítima de estupro. Para isso, vai a bares e boates todas as noites, finge estar bêbada e atrai homens que querem tirar proveito dela. Leva-os para casa e lida com eles como acha melhor. O conto de terror e cinismo é o filme de estreia da diretora Emerald Fennell, quem também foi indicada para Melhor Direção.

+++LEIA MAIS: Chloé Zhao e Emerald Fennell concorrem ao Oscar de Melhor Direção - primeira vez que duas mulheres disputam a categoria


5 - Nomadland  - Nota: 94%

Nomadland (2020) é um retrato das populações nômades nos Estados Unidos. Fern (Frances McDormand) assiste à morte do marido e ao colapso econômico da cidade natal, e parte para explorar uma vida fora da sociedade convencional. 

Chloé Zhao, ganhadora do Globo de Ouro de Melhor Direção pelo longa, mostra o outro lado dos EUA — das pessoas afastadas de suas casas pela situação econômica ou desistentes do modo de vida estadunidense — de forma humana, pouco intrusiva e sublime.

+++LEIA MAIS: Oscar 2021: Anthony Hopkins bate recorde e se torna o mais velho indicado a Melhor Ator


4 - Judas e o Messias Negro - Nota: 96%

William O’Neal (Lakeith Stanfield) é um homem negro preso por roubar um carro. De volta à liberdade, infiltra-se nos Panteras Negras para conseguir informações sobre o líder do grupo, Fred Hampton. Assim começa o longa de Shaka King protagonizado por Daniel Kaluuya (Hampton), em uma das melhores performances da carreira.


3 - O Som do Silêncio - Nota: 96%

Dirigido e escrito por Darius Marder, o longa conta a história de Ruben (Riz Ahmed), baterista enfrentando perda de audição. Além da performance incrível de Ahmed — quem foi indicado para Melhor Ator — o melhor do filme é o foco nas experiências da comunidade surda. Vários integrantes do elenco têm deficiências auditivas e o design de som foi construído para espelhar como o próprio Ruben ouve. 

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


2 - Minari - Nota: 98%

Minari (2020) acompanha uma família coreana no Arkansas (EUA), em busca do sonho americano nos anos 1980. Dirigido por Lee Isaac Chung e estrelado predominantemente por coreanos, retrata como é crescer imigrante nos Estados Unidos.

Steven Yeun interpreta Jacob, pai da família quem arrisca finanças, casamento e estabilidade familiar pelo desejo de fincar raízes no novo país.

+++LEIA MAIS: Onde assistir aos principais filmes do Oscar 2021: Mank, Nomadland e mais


1 - Meu Pai -  Nota: 99%

Anthony Hopkins (Anthony) interpreta um homem orgulhoso enfrentando um diagnóstico de demência. Talvez essa seja a melhor performance de Hopkins, também indicado a Melhor Ator. É quase como se o filme passasse na cabeça do protagonista. Personagens aparecem sem explicações e cenas se fundem sem transições enquanto a racionalidade de Anthony lentamente se esvai.


+++ LAGUM: 'BUSCAMOS SER GENUÍNOS' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL