Tom Morello confirma que está trabalhando em disco solo

Músico do Rage Against the Machine e do Audioslave quer “levar guitarra a lugares nunca antes visitados” por ele

Redação Publicado em 03/10/2014, às 16h25 - Atualizado às 17h18

O guitarrista do Rage Against the Machine, Audioslave, Street Sweeper Social Club e da E Street Band, Tom Morello
Todd Williamson/AP

O guitarrista do Rage Against the Machine, Audioslave, Street Sweeper Social Club e da E Street Band, Tom Morello, confirmou que está trabalhando em um novo álbum solo. Em entrevista à Rolling Stone EUA, ele disse: “Tenho uma [música] gravada e outras 19 faixas que passarão por uma seleção. Trabalharei nelas durante os próximos meses”.

As 15 separações mais conturbadas do rock: Rage Against the Machine.

“Tenho muitas músicas”, contou Morello ao jornalista Kory Grow. “No passado, meu processo era: tenho canções, entro no estúdio e gravo essas canções. Agora, tenho as músicas e vou realmente me desafiar em relação ao acabamento delas. Quero que elas soem como se estivessem dez passos à frente, no futuro”.

Tom Morello apresenta música de protesto contra assassinato de jovem; ouça “Marching on Ferguson”.

Perguntado sobre a direção musical que ele tomaria na carreira, Tom Morello disse: “Será bem pesado e muito, muito funky”. “Quero levar minha guitarra a lugares nunca antes visitados por mim. Quero pegar a base do que eu faço e destruí-la, quero colocar algo totalmente novo junto. Algo que não é Nightwatchman, não é Rage Against the Machine, não é Audioslave, não é Street Sweeper Social Club – é completamente diferente, e dá a sensação de um desafio excitante”.

Os 25 momentos mais insanos da história do VMA: Baixista do Rage Against the Machine escala o palco

Em entrevista à NME, no ano passado, o guitarrista Tom Morello disse que o futuro do Rage Against the Machine era incerto, e que não havia um plano de lançar novas músicas. Ele acrescentou: “Quando bandas fazem discos é porque todos querem, e não é o caso com o Rage Against the Machine, no momento. Todos na banda se dão muito bem, nos consideramos amigos e camaradas, mas as pessoas às vezes não estão prontas para isso”.