Tom Morello reage à pedido de retorno do Rage Against the Machine

Guitarrista ainda fez sugestão ao fã que queria ver o que a antiga banda dele em ação em 2019

Redação Publicado em 06/03/2019, às 14h04

None
O guitarrista Tom Morello (Foto: Willy Sanjuan/Invision/AP)

Tom Morello não gostou muito do tuíte de um fã sobre o retorno do Rage Against the Machine, formado ainda por Zack de la Rocha (voz), Tim Commerford (baixo) e Brad Wilk (bateria).

O grupo que existiu em dois períodos, de 1991 a 2000 e 2007 a 2011, sempre foi bastante contestador. Na passagem pelo festival SWU, no interior de São Paulo, em 2010, por exemplo, eles pediram para que o público ignorasse a pista VIP e houve um movimento maciço de pessoas saltando as grades que separavam as duas áreas.

No Twitter, o guitarrista foi questionado sobre o retorno da banda. Um seguidor chamado Scott Sandrock perguntou a ele:

"Senhor Morello, porque o Rage está separado justamente no momento no qual nós realmente precisamos dele? E por que há tantas grandes vozes do rock em silêncio mesmo diante dessa terrível administração de Donald Trump, deixando com que artistas do hip hop façam todo o trabalho, tomem as decisões mais difíceis e recebam todas as críticas?"

Morello, então, respondeu:

"O Prophets of Rage e o [disco] The Atlas Underground estão aqui para você", escreveu. "E, também, talvez seja essa a hora de você criar a sua própria banda?"

Prophets of Rage é o novo supergrupo de Morello e o restante dos integrantes do Rage Against the Machine, Commerford e Wilk (os três já se juntaram com Chris Cornell para criar o Audioslave), dois integrantes do Public Enemy (DJ Lord e o rapper Chuck D), e o rapper B-Real, do Cypress Hill.

Em 2017, eles lançaram o primeiro disco, que levava o nome do grupo.

Já The Atlas Underground é o mais novo disco solo de Morello, lançado em outubro de 2018, com participações que vão de Marcus Mumford, do Mumford and Sons, Portugal. The Man, a RZA e GZA, do Wu-Tang Clan.