Pulse

Tony Iommi diz que Black Sabbath pode, sim, voltar a fazer shows

O músico ainda falou que, apesar da possibilidade de uma reunião da banda, turnês não acontecerão

Redação Publicado em 16/09/2019, às 17h19

None
Black Sabbath (Foto: Reprodução / Instagram)

Durante uma conferência na Finlândia, Tony Iommi, fundador e guitarrista do Black Sabbath, deu uma declaração que deve agradar os fãs: a banda pode se reunir no futuro para fazer mais shows. 

+++LEIA MAIS: Black Sabbath usava cruz nas roupas para se proteger de maldição satânica, explica Geezer Butler

O músico falou sobre a impossibilidade de turnês, mas apresentações não estão descartadas: "Podemos nos reunir, não sei, talvez fazer um show único ou algo assim, mas excursionar nunca mais, pois estamos velhos. Nos aposentamos, mas ainda posso tocar. Só que não vamos mais fazer turnês mundiais como antes - a última levou 18 meses, é muito tempo para passar longe de casa, amigos e família. Então se fizermos algo, será uma coisa bem curta".

Confira o vídeo da declaração de Iommi.


Apesar do renome da banda, no começo as críticas não foram poucas. No início de 2019, em entrevista ao Metal Hammer, Iommi falou sobre como os textos e reviews afetaram os integrantes do Black Sabbath, além da fama de satanistas, que não necessariamente é ruim, segundo o músico:

+++LEIA MAIS: Padres católicos me davam mais medo que o Diabo, diz Geezer Butler

"[Fomos tachados de satanistas], e acho que, de certa maneira, isso ajudou a gente. Teve um tempo em que não estávamos fazendo muitas entrevistas, então ninguém sabia muito da gente. Eu ouvi várias histórias de pessoas apavoradas em nos conhecer. Mas nasceu essa [fama], e as pessoas queriam vir e ver como éramos. Então essa imagem foi boa e ruim, na verdade”, relembrou Iommi.