Trent Reznor diz que show no Bonnaroo foi o último nos Estados Unidos

No festival, líder do Nine Inch Nails relembra aos fãs a promessa de dar uma pausa, com duração indeterminada, na carreira da banda

Da redação Publicado em 15/06/2009, às 13h18

"Me ocorreu agora que este é nosso último show nos Estados Unidos." A despedida veio de Trent Reznor, líder do Nine Inch Nails, que comunicou à plateia do Bonnaroo Music and Arts Festival (realizado em Manchester, no Tennessee), no domingo, 14, a pausa na trajetória da banda.

De acordo com a agência de notícias Associated Press, o músico de 44 anos disse que não suportaria tocar adiante a rotina da banda criada por ele em 1988. "Não fiquem tristes. Continuarei seguindo. Mas acho que perderei minha cabeça se eu permanecer fazendo isto. Tenho que parar."

Único integrante fixo do NIN, Reznor já havia tornado pública sua indagação sobre os rumos do grupo, influenciada pelo 20º aniversário do álbum de estreia, Pretty Hate Machine. No fórum oficial da banda, ele escreveu que já pensava "em desaparecer com o NIN por um tempo".

A turnê Light in the Sky, no ano passado, teria deixado o músico orgulhoso ("me parece o máximo que eu poderia fazer em termos de uma produção elaborada") - mas também foi responsável por descarregar as baterias do grupo. "Foi bastante difícil, tanto técnica como fisicamente, noite após noite."

Até agosto, o NIN ainda tem shows marcados na Ásia e na Europa, na turnê batizada Wave Goodbye ("dê adeus", em livre tradução).