Trent Reznor está 'muito assustado' com indução ao Hall da Fama do Rock 2020

Em entrevista à Rolling Stone EUA, o músico comentou sobre a entrada do Nine Inch Nails no museu

Redação Publicado em 15/01/2020, às 19h09

None
Trent Reznor (Foto: MRossi/Divulgação)

Em entrevista publicada pela Rolling Stone EUAnesta quarta, 15, Trent Reznor comentou sobre a entrada do Nine Inch Nails no Hall da Fama do Rock 2020.

O músico revelou estar "muito assustado" e "em choque". Ele continua: "Estou realmente bastante surpreso. Quando olho para trás sobre como o Nine Inch Nails é recebido, sempre parece que caímos entre as rachaduras ou não estamos nessa categoria ou “nessa coisa”. Não sei se é um mecanismo de defesa, mas apenas assumi que ficaríamos nessa categoria, por isso estou agradavelmente surpreso ao nos ver reconhecidos. Parece muito bom".

+++ LEIA MAIS: Nine Inch Nails tem crescimento absurdo depois de aparecer em Black Mirror

A banda foi indicada para o Hall do Rock três vezes e Reznorenfatizou estar "aliviado" do grupo ter sido admitido. Isso porque ele via as rejeições passadas como uma "falha" e um "novo desapontamento".

Quando questionado se a sensação era a mesma de ter ganho o Oscar de Melhor Trilha Sonora (2010), o cantor afirmou que não teve tempo de pensar no assunto. No entanto, ele revelou que o prêmio "foi uma experiência surreal porque realmente surgiu do nada". 

+++ Leia mais: Hall da Fama do Rock boicotou Motley Crue por mau comportamento, diz Nikki Sixx

Sobre o Hall da Fama, Reznorrelembrou de ter apresentado um tributo ao The Cure em 2019 e disse: "É bom ver um monte de gente celebrando a música como a principal coisa. Parecia legítimo. Realmente me senti bem. Estou muito honrado por estarmos sendo reconhecidos".

O repórter Andy Greene recordou que o músico fez o primeiro álbum da carreira em Cleveland - mesma cidade que acontecerá a cerimônia este ano - e que o evento representa um "ciclo completo" para Reznor. O artista falou: "É louco pensar que todos esses anos depois, contra todas as probabilidades, acabei fazendo parte disso".

+++ Leia mais: Michael Jackson não será retirado do Hall da Fama do Rock

Vale lembrar que para ser elegível, um artista ou grupo deve ter lançado a primeira gravação comercial há, pelo menos, 25 anos, ou seja, em 1994. O Nine Inch Nails liberou o disco Pretty Hate Machine em 1989.

Apenas Reznor fará parte da cerimônia, ou seja, sem os outros integrantes da banda. No entanto, o músico enfatizou: "Minha preferência seria que minha banda fosse apresentada. Não sou eu quem decide isso, mas há um esforço de minha parte para reconhecer isso".

+++ LEIA MAIS: Trent Reznor divulga cover de música clássica de David Bowie para trilha de Watchmen; ouça

Além da banda de rock industrial, Whitney Houston, Depeche Mode, T-Rex, Notorious Big e The Doobie Brothers também foram admitidos. O músico revelou estar "emocionado que Depeche finalmente tenha entrado".

Sobre o próprio Hall do Rock, Reznor disse: "Para mim, é o espírito do rock and roll. Isso não significa que deve ser guitarra / baixo / bateria. Pode ser uma plataforma giratória, um computador, um sintetizador, sequenciador. Eles são todas as ferramentas. É o espírito de expressão e, para mim, liberdade e sem limites para expressão. Essa é a minha versão do significado do rock e o método de alcançar não precisa ser quantificado".

O músico também revelou sobre os planos futuros da banda: "Estamos falando de fazer alguns shows este ano, sim. Nada anunciado ainda".


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'