Tulipa Ruiz abre turnê de Tudo Tanto em Salvador

Cantora apresentou o repertório do recém-lançado segundo disco para plateia calorosa no Teatro Castro Alves

Paulo Terron, de Salvador Publicado em 31/08/2012, às 11h10 - Atualizado às 12h27

Show no Teatro Castro Alves foi o primeiro da turnê

Ver Galeria
(6 imagens)

Inicialmente, pode parecer estranho que a santista (criada entre São Paulo e Minas Gerais) Tulipa Ruiz tenha estreado a turnê de seu segundo disco, Tudo Tanto, em Salvador. Mas ao longo da noite da última quinta-feira, 30, no Teatro Castro Alves, a escolha mostrou-se certeira, com um público caloroso e atento enchendo o local.

Perfil: Tulipa Ruiz soube escolher o momento certo para começar a cantar.

A cantora subiu ao palco às 21h20, junto com uma formação ampliada de sua banda, agora com oito integrantes: além das duas guitarras, baixo e bateria, o grupo ganhou dois violinos, violoncelo e metais. Já na abertura, com “É” e “OK”, esse complemento ajudou a dar a sonoridade cheia do álbum. E mesmo em faixas de Efêmera, o trabalho anterior de Tulipa, ele se mostrou eficiente – de forma discreta em “Sushi” e com bastante destaque em “Cada Voz”.

Como o lançamento de Tudo Tanto ainda é recente, a recepção às novas canções foi tímida. “Dois Cafés” foi cantarolada pela plateia, mas nada que se compare ao coral que acompanhou músicas mais antigas como “Só Sei Dançar com Você” e “Efêmera”. A redenção veio com a segunda execução de “É”, já no bis, dessa vez sim já recebida como uma velha companheira.

O show marcou também a primeira vez que Tulipa teve uma produção mais elaborada de luz, com projeções variadas – como uma animação em “Pedrinho”, uma simulação de programa de auditório na apresentação dos músicos, que usa “Brocal Dourado” (excluída injustamente do repertório, assim como “Às Vezes”) de trilha incidental.

Tulipa canta músicas de Efêmera no Estúdio RS.

Em “A Ordem das Árvores”, Tulipa aproximou-se do público, que havia abandonado as cadeiras para cantar junto à artista. “Obrigado por estarem comigo neste momento difícil, que é o de lançar um disco quando se é uma cantora que está só começando”, agradeceu.

A turnê segue com shows em São Paulo (7 e 8 de setembro); Rio (15); Porto Alegre (19); Brasília (4 e 5 de outubro); Belém (sem data confirmada).

Veja abaixo o repertório do show em Salvador.

“É”

“OK”

“Script”

“Só Sei Dançar com Você”

“Pedrinho”

“Expectativa”

“Like This (Assim)”

“Quando Eu Achar”

“Do Amor”

“Sushi”

“Desinibida”

Vinheta: “Brocal Dourado”

“Dois Cafés”

“Bom”

“Víbora”

“Cada Voz”

“Efêmera”

Bis

“A Ordem das Árvores”

“É”