TV russa corta discurso de Jared Leto no Oscar sobre a Ucrânia

Emissora estatal, contudo, nega que tenha censurado a transmissão da cerimônia

Rolling Stone EUA Publicado em 05/03/2014, às 19h17 - Atualizado às 21h07

Jared Leto recebeu o primeiro prêmio da noite, de Melhor Ator Coadjuvante, por Clube de Compras Dallas
John Shearer/AP

Quando a cerimônia de entrega do Oscar foi transmitida na Rússia, na segunda, 3, um curioso trecho do discurso de Jared Leto, do momento em que recebeu a estatueta de Melhor Ator Coadjuvante, desapareceu misteriosamente: justamente quando ele se referiu à Ucrânia. Agora, a emissora russa estatal Channel One confirmou que a mensagem não chegou aos cinéfilos do país, embora tenha negado a responsabilidade pelo corte. As informações são do site da revista The Hollywood Reporter.

Oscar 2014: 12 Anos de Escravidão vence o prêmio de Melhor Filme.

Jared, que estrelou o filme Clube de Compras Dallas, usou o tempo que tinha de discurso para dar seu apoio à Ucrânia, que atualmente encara a possibilidade de uma intervenção militar da Rússia após o impeachment do ex-presidente e aliado do país, Viktor Yanukovich. “Para todos os sonhadores do mundo que estão vendo isso, em lugares como a Ucrânia e a Venezuela, eu gostaria de dizer: ‘Nós estamos aqui enquanto vocês lutam para fazer o seus sonhos se tornarem realidade, para viver o impossível. Nós estamos pensando em vocês nesta noite’.”

A emissora cancelou a transmissão ao vivo da cerimônia pouco antes do início dela, no domingo, 2, optando por exibi-la no dia seguinte. A intenção era para focar no noticiário da crise ucraniana e a mudança, segundo a emissora, ocasionou alguns ajustes na duração da transmissão.

Oscar 2014: “É para as 36 milhões de pessoas que perderam a batalha para a Aids”, diz Jared Leto sobre prêmio de Melhor Ator Coadjuvante.

“O canal transmitiu uma versão de 90 minutos da cerimônia do Oscar, que não deveria ser cortada e foi provida pelos detentores dos direitos”, justificou a porta-voz do canal Larisa Krymova.

Além da controvérsia do Oscar, o Channel One, ao lado de outras duas emissoras de televisão estatais russas, recentemente respondeu a um pedido vindo da mídia ucraniana para evitar notícias tendenciosas quando noticiavam a crise no país. Um pedido que elas também fizeram para os ucranianos. Já as emissoras russas afirmaram que não criaram obstáculos para jornalistas ucranianos que trabalham por lá.”

Oscar 2014: selfie de Ellen DeGeneres bate recorde de retuítes.