U2 cancela participação no Glastonbury e adia turnê para 2011

Bono está em tratamento devido a uma "grave compressão no nervo ciático" e deve se recuperar em, no mínimo, oito semanas

Da redação Publicado em 25/05/2010, às 17h04

Bono sofreu uma "compressão no nervo ciático" e deve se recuperar em oito semanas
AP

O U2 cancelou sua participação no festival Glastonbury e adiou a continuação da 360º Tour para 2011, segundo informou um comunicado publicado no site oficial do grupo nesta terça-feira, 25. Bono foi submetido a uma cirurgia de emergência em um hospital localizado em Munique, Alemanha, no último dia 21. O cantor machucou as costas enquanto treinava para o trecho norte-americano da atual turnê mundial de sua banda.

De acordo com o empresário da banda, Paul McGuiness, o problema nas costas do cantor é "realmente sério". "É claro que Bono está se sentindo péssimo por perder os shows e nós estamos trabalhando o mais rápido possível para resolver isso e reagendar a turnê para o próximo ano", afirmou. A primeira apresentação da 360º Tour nos Estados Unidos aconteceria em 3 de junho, em Salt Lake City.

O grupo também estava escalado como headliner do festival Glastonbury, que acontece de 24 a 27 de junho. Seria a primeira vez da banda na lendária maratona musical, uma das mais importantes do mundo. "Estou com o coração partido. Nós realmente queríamos estar lá e fazer algo especial - nós até escrevemos uma música especial para o festival", afirmou Bono no site.

Michael Eavis, responsável pelo Glastonbury, disse: "Ficou óbvio pela nossa conversa por telefone que o U2 está muito desapontado. Ainda não temos nenhum comentário a fazer sobre possíveis substituições para a apresentação do grupo. No entanto, nós queríamos apenas mandar nossas boas vibrações para Bono ter uma recuperação completa".

Saúde de Bono

Junto à notícia do cancelamento do Glastonbury e do adiamento da turnê do U2, também foi publicado, no site oficial do grupo, um relatório detalhado sobre o estado de saúde de Bono. De acordo com a nota, o prognóstico do cantor está excelente, mas agora ele está passando por um tratamento, com previsão de se recuperar dentro de, pelo menos, oito semanas.

"Bono sofreu uma grave compressão no nervo ciático. Na revisão de sua ressonância magnética, percebi que havia um pequeno rompimento no ligamento e uma hérnia de disco, então vi que o tratamento convencional não seria suficiente. Por isso, recomendei a Bono uma cirurgia de emergência com o Professor Tonn no hospital de Munique", disse Dr. Muller Wohlfahrt.

Tonn, que cuidou da operação, adicionou: "Bono foi encaminhado para mim com uma doença de início súbito. Ele já estava com dor intensa, com uma paralisia parcial na perna. O ligamento em torno do disco teve um rompimento de 8mm e, durante a cirurgia, descobrimos que o disco havia migrado para o canal vertebral". O texto prossegue: "A cirurgia foi o único tipo de tratamento para uma recuperação total e evitar uma paralisia ainda maior. Agora Bono está muito melhor, com uma recuperação completa de sua capacidade motora. O prognóstico é excelente, mas para obter um resultado sustentável, ele deve entrar em um período de reabilitação", completou. Dr. Muller Wohlfahrt continuou dizendo que "nos próximos dias, ele vai iniciar um programa de recuperação com intensidade crescente nas próximas oito semanas". "De acordo com nossa experiência, este é o tempo mínimo", finalizou.