U2 se inspira em Nelson Mandela em nova música; ouça “Ordinary Love”

Banda irlandesa criou canção para Mandela: Long Walk to Freedom, filme estrelado por Idris Elba

Rolling Stone EUA Publicado em 22/11/2013, às 12h26 - Atualizado em 13/01/2014, às 00h17

U2 - "Ordinary Love"
Reprodução

Depois de mostrar um trecho de “Ordinary Love”, no trailer de Mandela: Long Walk to Freedom, o U2 publicou um lyric vídeo da música completa no Facebook oficial da banda. A faixa, escrita especificamente para o filme, começa com um teclado climático até se tornar um rock otimista. “We can't reach any higher if we can't deal with ordinary love” ("Não podemos ir mais alto se não conseguirmos lidar com o amor comum"), diz Bono.

Benfeitores da música: dez artistas que dedicam tempo e dinheiro a causas humanitárias.

A canção estará disponível como lado A de um lançamento limitado em vinil de 10 polegadas, que será lançado na Black Friday norte-americana. O outro lado do disco trará uma “versão de Mandela” da faixa “Breathe”, lançada no último disco de inéditas do grupo, No Line on the Horizon, de 2009. O vinil terá tiragem de 10 mil cópias.

A banda se tornou amiga de Mandela há alguns anos, de acordo com o site oficial do U2. Eles contam que a canção foi inspirada nos clipes do filme protagonizado por Idris Elba (Círculo de Fogo) e Naomie Harris ( 007: Operação Skyfall).

“Quando perguntei a eles se eles topariam escrever uma música para Mandela: Long Walk to Freedom, foi o ‘sim’ mais rápido que já recebi”, disse Harvey Weinstein, produtor do filme. “A banda viu várias cenas do filme e trabalhou diligentemente para compor uma canção que realmente reflete Nelson Mandela. Acho que eles fizeram um trabalho brilhante em homenagear o homem e o líder que eles conhecem há mais de 20 anos.”

Enquanto isso, o grupo segue de olho na possibilidade de lançar um novo álbum, ainda sem título, em abril de 2014. As últimas notícias diziam que o U2 estava negociando com “marcas parceiras” para uma apresentação no Super Bowl para divulgar ao mundo o novo LP.

Ao longo do verão norte-americano, foi noticiado que o grupo estava trabalhando no disco em Nova York, gravando com o produtor Danger Mouse. Em outubro, o baixista Adam Clayton disse que a banda “ainda estava [trabalhando] no álbum”. “Eu acho que é o U2 de antigamente, mas com a maturidade, se é que você me entende, do U2 dos últimos 10 anos”, disse ele. “É uma combinação destas duas coisas, que formam um híbrido interessante”, disse Clayton. “Nós estamos no estúdio. Tentamos acertar essas 12 canções e finalizá-las até o fim de novembro e, então, nós vamos conseguir curtir o Natal.”