"Não vejo isso acontecendo", diz baixista sobre uma volta do Smiths

Novamente no Brasil para se apresentar como DJ, Andy Rourke diz não acreditar em um retorno da banda

Por Patrícia Colombo Publicado em 13/04/2010, às 19h14

Nada de retorno do Smiths. Pelo menos é o que afirma o baixista Andy Rourke. Desde a separação da banda, em 1987, os fãs anseiam por uma possível volta. Mais de duas décadas depois, o baixista contou ao site da Rolling Stone Brasil, por telefone, que não conversa com o vocalista Morrissey há dez anos.

"Ele se mudou para Los Angeles, depois para Roma, e acho que está de volta ao Reino Unido agora", disse. "Acredito que ele escolheu não manter contato." Apesar da distância do cantor, o baixista afirmou ainda conversar com o guitarrista Johnny Marr e com o baterista Mike Joyce. Contudo, Rourke assegurou que cada integrante seguiu seu rumo e não acredita em uma reunião. Vale lembrar que, em 2006, Morrissey negou a oferta de US$ 5 milhões por uma única apresentação do Smiths no festival norte-americano Coachella, na Califórnia. "Nunca digo nunca, mas não vejo isso acontecendo", disse o baixista. "A resposta seria não mesmo." E continuou: "As pessoas seguiram em frente e cada um está com seu projeto. Todos estão ocupados."

Já que a reunião não está nos planos, resta aos fãs ouvirem as clássicas músicas por meio dos álbuns de estúdio lançados (The Smiths, 1984, Meat Is Murder, 1985, The Queen Is Dead, de 1986, Strangeways, Here We Come, 1987) e das muitas coletâneas que saíram desde o período em que o grupo inglês ainda estava em atividade. Apesar do grande material disponível no mercado, Rourke revelou que o Smiths ainda possui algumas faixas que possam ser do interesse dos colecionadores. "Acredito que 90% já tenha sido lançado, mas acho que o Jonhny ainda tem algumas coisas. Basicamente seriam versões diferentes de faixas que as pessoas já conhecem", disse. Entre essas, figurariam algumas poucas canções inéditas. "Deve ter uma ou duas que não foram lançadas. Havia planos para o lançamento, mas não sei o que aconteceu."

Hang the DJ?

Andy Rourke está novamente no Brasil para atuar como DJ na estreia da festa 6 Degrees, no Lions Nightclub, nesta terça, 13. É a terceira vez que ele vem ao país para comandar as pick-ups. No repertório, clássicos do rock. "Será um setlist eclético. Tocarei algumas dos Rolling Stones, Bob Dylan, Clash e até Pixies", disse. Vai rolar Smiths? "Poderei tocar duas ou três músicas, já que as pessoas pedem." Rourke privilegiará o tipo de rock que "dê para dançar, como 'Rock the Casbah' [do Clash] e coisas desse tipo", define.

O baixista diz que atua nas pick-ups por diversão, tendo começado a discotecar há sete anos, quando convidado para uma festa, em Manchester. "Experimentei e gostei, e pelo que vi do público, eles também", disse. "Mas ainda me considero primeiramente um baixista e um artista solo. Alguns DJs se levam a sério, o que não é o meu caso." Rourke disse ver a atuação como disc-jockey como algo mais "social e relaxante."

6 Degrees, com Andy Rourke

13 de abril, a partir das 23h

Lions Nightclub (Av. Brigadeiro Luís Antônio, 277, 1º andar, Centro)

Informações: 11 3104-7157