Última conversa de John Lennon com Paul McCartney foi sobre próximo passo na carreira de Lennon

Os dois brincaram sobre o beatle assassinado ter se transformando em uma 'dona de casa'

Redação Publicado em 01/07/2020, às 16h13

None
Paul Mccartney e John Lennon (Foto: Dalmas Sipa Press / AP Images)

Paul McCartney e John Lennon terminaram os dias sem a forte amizade que tiveram durante os anos com os Beatles. O duo teve brigas perto da separação da banda, e não andavam tão bem quando Lennon foi assassinado em 1980. 

Felizmente paraMcCartney, porém, a última conversa que teve com Lennon foi positiva - agradável, até, como contou a Joan Goodman, da Playboy, em 1984: “Isso é algo bom, um fator de consolo; sinto que nunca sentamos e tivemos uma conversa para acertar nossas diferenças… Mas, para minha sorte, a última vez que falamos no telefone foi ótima, e não brigamos. Podia facilmente ter sido uma ligação onde nos xingariamos e desligaríamos bravos.”

+++ LEIA MAIS: Por que John Lennon ‘cortou’ o filho Julian do testamento?

McCartney aprofundou o conteúdo da ligação: “Foi uma conversa muito feliz sobre a família dele, a minha, aproveitar bastante a vida… Falamos também sobre a continuação da carreira dele.”

“Lembro de [Lennon] dizendo: ‘Estou como a Tia Mimi aqui, todo acolchoado com meu roupão’... Era um robe, ele falava da maneira americana. ‘Dando comida pros gatos de roupao, cozinhando e fazendo chá. Essa dona de casa quer uma carreira!’ Era hora para ele, e ele devia lançar logo Double Fantasy,” relembrou McCartney.

+++ LEIA MAIS: Por que era tão difícil para George Harrison compor músicas para os Beatles?

Embora os Beatles tenham se separado vários anos antes da morte de John Lennon - principalmente pela tensão entre ele e McCartney - é bom saber que encontraram-se bem no final.